Corte de gás russo é “via verde” para recessão na Europa

O cenário está traçado. A possibilidade de a Rússia cortar o gás à Europa pode causar uma recessão na economia dos países da moeda única, levando a encerramento de fábricas, racionamento energético e ainda mais inflação.

Com esta possibilidade em cima da mesa, a Comissão Europeia estima a possibilidade de um corte de 2,5 pontos percentuais (p.p.) e 1 p.p. ao crescimento do produto interno bruto (PIB) na zona euro em 2022 e 2023, respetivamente. Economistas contactados pelo ‘Expresso’ confirmam este cenário.

Entre as possibilidades em cima da mesa apontadas pelos economistas estão um eventual “encerramento de unidades fabris e atividades mais dependentes de energia”, visto que a indústria será o setor mais afetado neste cenário, o que irá aumentar ainda mais o problema da inflação.

De acordo com o estudo “The effect of rising energy prices amid geopolitical developments and supply disruptions”, citado pelo jornal ‘Expresso’, um aumento de 30% nos preços do petróleo, como aquele que estamos a assistir atualmente, vai reduzir o PIB na Europa em 1,5%.

Assim, o cenário apontado pelos economistas segue uma cadeia que começa num abrandamento no ritmo a que as economias estão a crescer, aumento dos preços, aumento das taxas de juro, culminando num cenário de inflação.



Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.