Banco de Inglaterra sobe taxa de juro de 1,75% para 2,25%

O Banco de Inglaterra subiu hoje as taxas de juro de 1,75% para 2,25%, o nível mais alto desde dezembro de 2008, devido ao aumento contínuo da inflação, foi anunciado.

Numa nota hoje divulgada, o Banco de Inglaterra (Bank of England, BoE) afirma que na reunião que terminou em 21 de setembro e que estava prevista para 14 de setembro, mas foi adiada devido à morte da rainha Isabel II, o Comité de Política Monetária (Monetary Policy Committee, MPC) votou para aumentar a taxa, para 2,25%.

Cinco membros votaram para aumentar a taxa bancária em 0,5 pontos percentuais, três membros preferiram aumentar a taxa bancária em 0,75 pontos percentuais, para 2,5%, e um membro preferiu aumentar a taxa bancária em 0,25 pontos percentuais, para 2%.

O MPC, que define a política monetária para cumprir o objetivo de 2% de inflação, e de uma forma que ajude a sustentar o crescimento e o emprego, também votou unanimemente pela redução do ‘stock’ de obrigações do Governo britânico adquiridas, financiadas pela emissão de reservas do banco central, em 80 mil milhões de libras durante os próximos doze meses, para um total de 758 mil milhões de libras, em conformidade com a estratégia estabelecida na ata da reunião do MPC de agosto.

No Relatório de Política Monetária de agosto, o MPC observou que os riscos em torno das suas projeções, tanto de fatores externos como domésticos, eram excecionalmente grandes, dado o aumento muito grande dos preços do gás por grosso desde maio e os consequentes impactos nos rendimentos reais das famílias do Reino Unido e na inflação.

A próxima reunião de política monetária do BoE realiza-se em 03 de novembro.

O aumento do preço do dinheiro no Reino Unido surge depois de os Estados Unidos terem aumentado na quarta-feira as taxas de juro naquele país em 75 pontos base, que se situam numa faixa entre 3% e 3,25%, também nos níveis mais altos em 14 anos.

Ler Mais



loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.