Rijeka e Galway são as Capitais da Cultura 2020

Rijeka, na Croácia, e Galway, na Irlanda (na foto em cima), são as Capitais Europeias da Cultura 2020. O título tem a duração de um ano e entrou em vigor no passado dia 1 de Janeiro, segundo anuncia hoje a Comissão Europeia.

«Graças ao seu título de Capital Europeia da Cultura, Rijeka e Galway vão aproveitar o potencial total da cultura para enriquecer a nossa experiência de vida e para aproximar as nossas comunidades», afirma Margaritis Schinas, vice-presidente da Promoting our European Way of Life.

Segundo o mesmo responsável, a promoção da cultura pode impactar positivamente a sociedade de diferentes formas. Por um lado, ao nível da inclusão social. Por outro, em termos de integração e crescimento económico.

«Permite que as pessoas ganhem novas experiências, competências e oportunidades de participar na sociedade e de tornar as nossas sociedades mais justas e inclusivas. Desejo-lhes todo o sucesso nesta tarefa», conclui Margaritis Schinas.

Marya Gabriel, por seu turno, sublinha que a Capital Europeia da Cultura promove valores sobre os quais a União Europeia foi construída, nomeadamente diversidade, respeito, tolerância e abertura. Segundo a comissária para a Inovação, Pesquisa, Cultura, Educação e Juventude, uma Capital Europeia da Cultura de sucesso tem significado para os seus cidadãos, é aberta ao mundo e impulsiona a paz e compreensão, ao mesmo tempo que beneficia economicamente a região.

No caso de Rijeka – a primeira cidade croata a assumir este título –, “Port of Diversity” será o mote de todas as iniciativas. Galway, por outro lado, aposta em “Let the Magic In”, sendo que esta é a terceira idade irlandesa escolhida para ser Capital Europeia da Cultura.

Ler Mais

Comentários
Loading...