Galp: Repensar a mobilidade, responder aos cidadãos

EXECUTIVE DIGEST CONTENTS

A urgência de repensar os conceitos de mobilidade e sustentabilidade, sem nunca perder de vista a satisfação das necessidas energéticas dos cidadãos ganhou hoje importância redobrada.

Enfrentamos hoje desafios que vieram alterar de forma profunda o mundo em que vivíamos. Não só no plano pessoal, como social e empresarial. É impossível termos no imediato uma noção exacta da dimensão do choque provocado pela pandemia, mas estamos todos já a sofrer directa ou indirectamente as consequências. Quem gere hoje uma empresa, por exemplo, está necessariamente obrigado a rever estratégias, repensar modelos de negócio, a realocar investimentos ou a equacionar a validade de apostas antes definidas. É natural.

Mas neste mundo de incertezas que temos hoje, há também constantes que se mantêm e horizontes que se aproximaram de forma vertiginosa, mostrando que os caminhos que estávamos a trilhar eram correctos. Se estávamos antes a viver um processo de transição que transformava de forma irreversível a forma como vivemos, como nos relacionamos e até as prioridades que temos enquanto sociedade, estes últimos dois meses vieram acelerar abruptamente esse caminho. A urgência de repensar os conceitos de mobilidade e de sustentabilidade, sem nunca perder de vista a satisfação das necessidades energéticas dos cidadãos ganhou hoje importância redobrada.

E traz nova luz sobre o caminho consistente que a Galp já percorreu, com base no desenvolvimento de soluções e na criação de oportunidades para desenvolver soluções energéticas eficientes e ambientalmente sustentáveis para toda a comunidade, desde as famílias, às pequenas e grandes empresas ou municípios. Sabemos que o digital, a inovação e a disrupção são alavancas fundamentais neste processo.

Só o digital nos garante a velocidade e agilidade para acompanhar as dinâmicas do mercado e formar a própria organização. Só com inovação podemos reinventar negócios, capitalizar oportunidades e incorporar ideias que acrescentem valor. E só abraçando a disrupção podemos estar preparados para as novas exigências dos consumidores. Nesse contexto, o histórico recente do posicionamento da Galp nestes terrenos é elucidativo.

No início de 2020, por exemplo, adquirímos a maioria de capital da Flow, uma tecnológica desenvolvida no âmbito de uma parceria com o CEiiA e que tem uma equipa que está entre as melhores da Europa em matéria de competências técnicas para desenar soluções integradas para a área da mobilidade. O objectivo assumido para esta aposta é claro: queremos ser líderes na oferta de soluções para a gestão de frotas eléctricas. E queremos que o Flow seja o sistema operativo da mobilidade urbana global. O movimento que a Galp fez com esta aquisição mostra que nos propomos também ser líderes pelo exemplo, desafiando empresas e cidades a abraçarem, com a Flow, os paradigmas do Software as a Service (SaaS) e da Mobility as a Service (MaaS).

Com a sustentabilidade, flexibilidade e facilidade de acesso como princípios fundamentais para revolucionar a mobilidade urbana.

ABRIR PORTAS À INOVAÇÃO

A Flow é um espelho fiel da capacidade de posicionar a Galp na construção de novos modelos de negócio, seja em parceria ou incorporando estruturas ágeis e equipas independentes, com as ferramentas, a visão e a capacidade para crescer de forma muito rápida e sustentável.

A Galp está, assim, a posicionar-se para ser uma referência na resposta aos desafios que a sociedade e indústria energética enfrentam, com passos firmes para liderar a oferta de soluções que atendam às necessidades de todos os stakeholders. Por isso reforçámos a nossa aposta na inovação: sabemos que ela é uma das principais alavancas da transição energética e do caminho para modelos de negócio de baixo carbono.

A Fábrica de Inovação que lançámos no final de 2019, foi outro dos pólos que materializou esta perspectiva, abrindo as portas da Galp ao ecossistema mundial de inovação, na procura de caminhos e respostas concretas de startups e scaleups nos quatro eixos em que a área de inovação da Galp está a posicionar-se: Digital; Mobilidade do Futuro; Smart Energy; e Economia Circular. O longo histórico de parcerias da Galp tem tido também reflexo na adesão a causas comuns na área da mobilidade.

Fomos um dos promotores e subscritores do Pacto para a Mobilidade Empresarial para Cidade de Lisboa e temos estado na primeira linha da discussão de ideias em todos os fóruns e think tanks que permitam analisar as temáticas da mobilidade, partilhar experiências e encontrar caminhos que beneficiem a sociedade. Salvaguardando sempre as prioridades das novas actividades e modelos de negócio da Galp: manter uma visão ampla e com diversidade tecnológica; ter um claro foco na geração renovável; reforçar o poder dos consumidores; e liderar nas novas formas de mobilidade.

LIDERAR PELO EXEMPLO

Quando evocamos o objectivo de liderar não o fazemos em vão. Fazêmo-lo com provas dadas e consubstanciando a nossa capacidade de endereçar os desafios que abraçamos. Em 2018, por exemplo, fomos pioneiros no lançamento do Galp Electric, o primeiro plano integrado para a mobilidade em Portugal, que disponibiliza aos aderentes um vasto conjunto de descontos, soluções e serviços de energia para a estrada e para casa.

Fomos também, na área da mobilidade eléctrica, pioneiros a nível europeu em 2010, com a instalação do primeiro ponto de carregamento rápido (PCR) numa estação de serviço, na A5, entre Lisboa e Cascais. Temos hoje a maior rede de PCR em Portugal, com uma capilaridade que permite já a um veículo eléctrico percorrer Portugal de Norte a Sul.

Mas não só: chegámos em 2019 às ilhas, com a instalação dos primeiros dos 10 PCR que a Galp instalará nos Açores no âmbito de um concurso lançado pela Secretaria Regional da Energia, Ambiente e Turismo dos Açores. Um concurso que levará os serviços da empresa para a mobilidade eléctrica a seis ilhas do arquipélago e que garantirá à Galp a liderança também nesta região. O projecto Galp Electric traduziu a aposta numa oferta de novos combustíveis e de novas fontes de energia para a mobilidade, promovendo a mobilidade sustentável numa lógica de transição energética.

Mas este passo que a Galp está a dar não se esgota na simples disponibilização de pacotes para a mobilidade eléctrica: inclui o alargamento da oferta de energia não só na electricidade como também no GLP Auto, no Gás Natural Veicular ou na adopção de tecnologias inovadoras que possam, no futuro, suportar novas apostas. Um exemplo desse caminho contínuo de prospecção é o teste que a Galp está a colocar em prática com o projecto Vehicle-to-Grid (V2G), em fase piloto nos Açores.

Tal como na mobilidade eléctrica onde a Galp foi pioneira na dinamização de um ecossistema de parcerias, criação de infra- -estruturas de carregamento e teste de novas tecnologias, este projecto piloto que a Galp implementou nos Açores é o primeiro projecto desta natureza em Portugal com uma dimensão ao nível europeu. “E o que é a tecnologia V2G?”, perguntará o leitor. É, no fundo, o passo que se segue na mobilidade eléctrica: permite que os carros deixem de ser apenas consumidores de electricidade e que possam igualmente injectar energia na rede.

Ou seja, assenta numa lógica descentralizada de fluxos de energia bidireccionais, que permite que um carro eléctrico carregue a sua bateria ou, em alternativa, descarregue essa mesma bateria para fornecer energia. Este novo conceito pode permitir ao utilizador de veículo eléctrico uma poupança na sua factura de energia e uma receita associada à prestação de serviços à rede eléctrica.

Adicionalmente, pode ainda contribuir para uma maior penetração de energias renováveis através, por exemplo, do carregamento do veículo durante o período nocturno aproveitando excedentes de energia eólica. Enquanto pensamos nesse amanhã – que hoje está ainda em fases de testes –, não deixamos, na Galp, de olhar para o presente e de lhe dar respostas concretas, liderando na oferta de soluções sustentáveis e competitivas para a mobilidade do nosso vasto leque de clientes.

Ler Mais

Artigos relacionados
Comentários
Loading...