Assunção Cristas renuncia ao lugar de deputada

A líder do CDS vai renunciar ao lugar de deputada na Assembleia da República, ocupando o cargo apenas até ao congresso do partido, em Janeiro próximo, avança o jornal Público. O lugar vago em São Bento será ocupado por João Gonçalves Pereira, nome que se segue a Cristas na lista de candidatos pela capital.

Cristas vai manter-se, no entanto, como vereadora na câmara de Lisboa, lugar que ocupa desde as autárquicas de 2017. A decisão foi comunicada ao conselho nacional do partido, reunido esta noite à porta fechada.

O CDS-PP realiza nos dias 18 e 19 de Janeiro o seu congresso no qual será eleito o sucessor de Assunção Cristas. A data consta de uma proposta de regulamento a que o Público teve acesso e que será votada na reunião do conselho nacional desta noite, na sede nacional do partido.

Até agora, João Almeida, actual porta-voz, Filipe Lobo d’Ávila, que liderou uma lista de oposição a Cristas no último congresso, e Francisco Rodrigues dos Santos, líder da Juventude Popular, assumiram estar a ponderar a hipótese de serem candidatos à sucessão de Assunção Cristas. Só Abel Matos Santos, porta-voz da Tendência Esperança em Movimento, corrente interna do CDS, assumiu ser candidato à liderança do partido.

A actual líder anunciou que não será candidata ao cargo, na sequência da pesada derrota eleitoral do partido nas legislativas.

pub

Artigos relacionados
Comentários
Loading...