Uber avança com terceira onda de despedimentos em 3 meses

A Uber vai despedir 350 pessoas. Trata-se do terceiro corte no quadro laboral em apenas três meses, numa tentativa de contrariar o prejuízo que a tecnológica norte-americana tem vindo a registar. Serão afectados trabalhadores nas unidades de condução autónoma, entrega de refeições, marketing, recrutamento e mobilidade.

Segundo adianta a Fortune, o CEO Dara Khosrowshahi informou os colaboradores via email durante o dia de ontem: o responsável diz que as mudanças fazem parte de uma reestruturação que visa assegurar que as pessoas certas estão nos cargos certos. «Dias como o dia de hoje são duros para todos nós e a [equipa executiva] e eu faremos tudo ao nosso alcance para garantir que não precisaremos ou teremos outro dia como este», afirmou Dara Khosrowshahi.

Em Setembro, a Uber já tinha anunciado o despedimento de 435 pessoas, apenas dois meses depois de ter cortado cerca de 400 postos de trabalho. Em Junho, antes destas três ondas de despedimentos, a empresa tinha aproximadamente 27 mil funcionários.

Desde a entrada na Bolsa em Maio, os resultados da Uber têm recuado constantemente. No segundo trimestre do ano fiscal corrente, a companhia revelou um prejuízo de 5,24 mil milhões de dólares (cerca de 4,76 mil milhões de euros). Os resultados do terceiro trimestre serão anunciados a 4 de Novembro.

Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Nescafé Dolce Gusto abre casa pop-up só para amantes de café
Automonitor
SEAT Mii electric quase a chegar