«O maior risco advém da incerteza de mercado»

João Pedro Machado, CEO da OK! teleseguros, explica como a seguradora lidou com a crise provocada pelo surto de Covid-19 e de que forma está a preparar o futuro.

De que forma a OK! teleseguros posicionou a sua oferta na sequência da pandemia de Covid-19?

A actual crise veio causar uma alteração sem precedentes no paradigma de vida social e profissional da população, criando uma incerteza quanto ao futuro, muitas vezes com consequências no rendimento disponível, mas também uma manutenção (e por vezes agravamento) dos riscos correntes. A OK! teleseguros posicionou a sua proposta de valor em duas vertentes: a) divulgação de todas as garantias que protegem os nossos clientes e reforço de coberturas base (e.g. suporte aos custos inerentes à Covid-19 no sistema de saúde privado) e b) continuidade activa dos seus serviços, quer na subscrição de novo negócio fundamental ao arranque e continuidade da vida da população, quer na assistência permanente aos seus clientes garantindo níveis de serviço únicos no mercado.

Que riscos apresenta esta crise e de que forma estão a preparar-se?

O maior risco desta crise advém da incerteza de mercado, que altera os padrões de risco normais e condiciona qualquer perspectiva futura. Neste contexto, a OK! teleseguros está a desenvolver uma maior proximidade aos seus clientes, avaliando necessidades e alterações de contexto, suportada por modelos analíticos que permitam uma ágil tomada de decisão. Paralelamente e de forma mais estrutural, a OK! teleseguros observa e pondera novas ofertas que enderecem as necessidades dos clientes, alavancando as suas propriedades digitais e a excelência do seu serviço ao cliente.

As seguradoras têm de se reinventar depois desta crise, ou a transformação seguirá o rumo normal que já estava em curso?

Após a disrupção actual, as seguradoras observarão uma aceleração do processo de transformação da indústria, no qual as propriedades digitais serão ainda mais críticas para uma maior proximidade ao cliente e a criação de uma nova camada de excelência do serviço prestado. Por outro lado, terão obrigatoriamente que se reinventar na sua oferta, focando-a cada vez mais em produtos orientados para diferentes segmentos, com necessidades cada vez mais específicas, modos de vida alternativos e consequentemente riscos mais diversificados.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...