Guerra contra o plástico pode sofrer revés. Preço dos reciclados dispara (e muito)

A batalha para reduzir os resíduos de plástico na Europa poderá ser milhões de dólares mais cara a cada ano, à medida que o custo do plástico reciclado aumenta, escreve esta segunda-feira o “The Guardian”.

De acordo com o diário britânico, esta projecção baseia-se no facto de o preço do plástico reciclado utilizado ter aumentado, nos últimos meses, mais do que o do plástico virgem.

Durante anos, o custo de fabrico de produtos de plástico a partir de materiais reciclados era mais barato do que utilizar plásticos virgens, produzidos com combustíveis fósseis. Significa isto que aquela que era até a opção mais sustentável era também a mais económica. No entanto, segundo especialistas, é agora mais barato para os grandes fabricantes utilizar plástico novo.

Um relatório da S&P Global Platts, citado pelo “The Guardian”, revela que o plástico reciclado custa mais 72 dólares por tonelada (cerca de 65 euros) em comparação ao plástico virgem. Esta mudança é impulsionada, em parte, pela crescente demanda para incluir plásticos reciclados em novos produtos.

Numa altura em que as empresas estão sob pressão para reduzir a poluição nos oceanos, o mesmo documento adianta que os fabricantes europeus que optarem por manter políticas sustentáveis podem vir a ter custos adicionais de 250 milhões de dólares anuais (cerca de 226 milhões de euros).

A Coca-Cola, recorde-se, já tinha anunciado intenções de reduzir a quantidade de plástico virgem utilizado nas suas garrafas de refrigerantes para 50% nos próximos dois anos. Garantiu também que vai mudar a cor verde das embalagens de Sprite para transparente, de modo a garnatir que 100% das garrafas podem ser reutilizadas.

Já o Reino Unido planeia tributar as empresas que já não usem, pelo menos, 30% de plástico reciclado nos seus produtos. Os especialistas pedem também ao Governo que apoie planos para aumentar a quantidade de plástico reciclado no mercado.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Guerra do streaming: consumidores dão oportunidade aos novos players
Automonitor
As ideias (brilhantes) da Skoda