Este drone é capaz de identificar infectados por Covid-19 numa multidão

A pandemia de Covid-19 tem conduzido a alguns progressos no mundo da ciência e da tecnologia, nomeadamente no desenvolvimento de vacinas, medicamentos ou testes de diagnóstico. A última inovação trata-se de um ‘drone pandémico’, ou seja, um dispositivo capaz de detectar pessoas que apresentem sintomas do vírus, no meio de uma multidão, avança o ‘The Lead Austrália’.

O dispositivo está a ser desenvolvido por um grupo de investigadores da ‘University of South Australia, liderado pelo professor Javaan Chahl, em parceria com a tecnológica canadiana ‘Draganfly Inc’ e possibilita a identificação de pessoas, que entre multidões, apresentem problemas respiratórios ou outros relacionados com infecções virais, tais como os que se verificam na Covid-19.

Javaan Chahl estima que o dispositivo esteja pronto em cerca de seis meses: «Existe muita coisa ligada à engenharia a acontecer actualmente, mas esperamos ser possível verificar a sua capacidade inicial dentro de seis meses», afirma citado pelo ‘The Lead Austrália’.

O veículo aéreo não tripulado, denominado pela equipa que o desenvolve de ‘drone pandémico’, por ser associado à pandemia de Covid-19, será equipado com um sensor especial e com um sistema de visão computorizada que permite monitorizar a temperatura, bem como as frequências cardíacas e respiratórias.

O drone consegue ainda identificar pessoas com tosse ou espirros no meio de multidões, escritório, lares, navios de cruzeiro, ou quaisquer outros locais com grandes aglomerados populacionais.



Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.