Barragens do Douro podem ficar nas mãos de Espanha

A EDP já selecionou o lote de empresas que vai convidar a apresentar ofertas vinculativas para a compra de um conjunto de seis barragens que o grupo português pôs à venda. Todas na bacia do Douro, numa região que é especialmente atrativa para a Iberdrola, que já detém várias barragens do lado espanhol do rio.

Entre as empresas finalistas neste processo de venda de ativos da EDP está a Engie, a Statkraft, a Verbund e a Macquarie, avançou esta semana a agência Reuters. Mas também a espanhola Iberdrola, que, caso ganhe a corrida, poderá passar a controlar a maior parte da produção hidroelétrica no rio Douro. A Endesa, ao que o Expresso apurou, está ainda a ser equacionada pela EDP.

De acordo com o Semanário, o lote de ativos para vender inclui as barragens da Bemposta, Picote, Miranda, Feiticeiro, Baixo Sabor e Foz-Tua, num total de 1706 megawatts (MW) de potência hidroelétrica.

O prazo para entrega dessas ofertas vinculativas terminará no final deste mês.

Artigos relacionados

Exclusivo MIT - Massachusetts Institute of Technology

Dormir. Factor determinante no desempenho profissional?

Pesquisas mostram que a falta de sono tem várias consequências que podem afectar negativamente o desempenho profissional. Então por que razão tantos locais de trabalho modernos condenam práticas que não ajudam a bons horários de sono?
Comentários
Loading...

Multipublicações