António Sales: «Vamos conseguir duplicar a capacidade de ventilação»

O secretário de estado da saúde, António Sales refere na conferência de imprensa diária da Direção Geral da Saúde (DGS) desta quinta-feira a taxa de letalidade global da doença é de 2 %, já nos idosos acima dos 70 a taxa é de 9.2%, sublinhando ainda que se encontram 7715 doentes em domicilio.

António Sales indica que vão agora ser distribuídas seis mil zaragatoas, sendo que já foram encomendadas mais 400 mil, 80 mil das quais chegam amanhã a Portugal. Vão chegar ainda 200 mil testes na próxima semana, sendo que a capacidade de testagem diária está perto dos seis mil, segundo o responsável.

«Vamos conseguir duplicar a capacidade de ventilação», revela o secretário da saúde, devido às ofertas de 400 ventiladores invasivos e à aquisição de 900 outros, 144 dos quais devem chegar ao país este fim de semana.

António Sales indica que existem 1124 profissionais de saúde infectados: 206 médicos, 282 enfermeiros e os restantes 636 remetem para outras actividades. O responsável refere de acordo com os dados de ontem, estão sete médicos e um enfermeiro em cuidados intensivos.

Relativamente a existência de utentes sem médico de família que por esse motivo não podem ser acompanhados, o responsável assegura que «não haverá ninguém sem médico de família» e que a orientação dada pela DGS é para que quem não tenha, seja acompanhado por outros médicos.

A acompanhar António Sales na conferência estava também a directora geral da saúde, Graça Freitas que refere que «ainda estamos a subir a curva, não sabendo com certeza quando será o pico». A responsável afirma que «Estamos a fazer de tudo para subir mais lentamente, pelo que o pico pode ser mais tarde», alertando que «só saberemos que estamos no pico, quando começarmos a descer», algo que deverá acontecer em «planalto».

«O mais importante é saber quantos doentes temos por semana, para garantir que conseguimos dar uma resposta», afirma Graça Freitas.

Relativamente ao procedimento de testes em casos assintomáticos, a directora geral da saúde indica que a realização de «dois testes é o padrão recomendado» e que por essa razão sempre que os dois testes derem resultado negativo, os pacientes são enviados para casa. No entanto clinicamente são os médicos que decidem consoante o paciente em questão.

Portugal regista actualmente 209 vítimas mortais e cerca de nove mil casos confirmados de infecção por Covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado há instantes pela DGS.

Ler Mais
pub

Artigos relacionados
Comentários
Loading...