XXIII Barómetro Executive Digest: Manuel Lopes da Costa, Bearing Point

A análise de Manuel Lopes da Costa, Country Manager Partner da Bearing Point

Constata-se que os efeitos da pandemia continuam a fazer-se sentir, com grande parte das empresas a reportar que apenas irão atingir níveis económicos pré-pandemia em 2023. O complicado contexto internacional motivado pelo recente conflito entre a Rússia e a Ucrânia, apesar do fraco impacto nas exportações das empresas portuguesas, tem consequências nefastas no aumento dos custos de energia e no financiamento bancário, ao qual um considerável número de empresas recorreu no último ano. Ainda relativamente ao tema do conflito, começamos a sentir uma crescente preocupação com a perda de informação e o acesso de terceiros a informação confidencial, levando consequentemente à perda de reputação dasempresas atingidas. Ambos estes temas tem um grande impacto no das taxas de juro e da inflação, o que se traduz, no Barómetro Executive Digest, num baixo crescimento económico expectado (<4%). É interessante perceber que as medidas de gestão internas a ser implementadas de modo a contrariar o actual cenário de incerteza estão baseadas nos pilares de inovação e lançamento de novos produtos, com a consequente melhoria de processos comerciais. Posto isto, apenas um quarto das empresas pretende agilizar e implementar melhoria contínua, com uma aposta em transformação disruptiva.

Testemunho publicado na edição de Abril (nº. 193) da Executive Digest, no âmbito da XXIII edição do seu Barómetro.



Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.