Vodafone vai fechar mais de mil lojas

A Vodafone planeia encerrar 15% das 7700 lojas que detém em todo o mundo, o que significa que mais de mil espaços comerciais verão as suas portas fechar. A decisão é avançada por Nick Read, CEO da operadora de telecomunicações, que aponta as mudanças no comportamento dos consumidores como justificação.

A predilecção por compras online faz com que a Vodafone não encontre utilidade para muitas das lojas a funcionar neste momento. A ideia será encerrar uma parte e modernizar algumas das que se mantiverem abertas: a Vodafone quer transformar a experiência em loja, oferecendo aos clientes aquilo que procuram num espaço físico. Até ao final do ano, 40% das lojas deverão passar por um processo de remodelação.

Nick Read explica que o foco estará na experiência e na conveniência, fugindo do formato tradicional de loja. A aposta poderá passar, por exemplo, por quiosques e pontos click-to-collect.

De acordo com a Reuters, cerca de cinco mil do total de lojas da Vodafone ficam na Europa. As restantes estão espalhadas por mercados como Ásia e África, mas não é claro quais serão as geografias mais afectadas.

A mesma agência noticiosa adianta ainda que, embora pareça paradoxal, a Vodafone planeia abrir novas lojas no Reino Unido e que olha para a Alemanha como o motor de crescimento do futuro. Até 2022, a operadora espera aumentar para 25 milhões o número de lares alemães a que a sua fibra chega – o que contrasta com os oito milhões previstos para outras empresas de telecomunicações.

Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Domino’s Pizza vai deixar quatro mercados europeus
Automonitor
História: O dia em que o Papamóvel foi salvo