Covid-19. Descoberto o paciente zero em Portugal

Chama-se João Gonçalves Azevedo, tem 60 anos e é médico cardiologista no Hospital Padre Américo, em Penafiel, que pertence ao Centro Hospitalar Tâmega e Sousa. Foi diagnosticado a 1 de Março e ainda está em recuperação. A informação foi avançada pela “Sábado”.

De acordo com a revista, o homem esteve de férias em Milão, no norte de Itália – onde terá sido infectado – e regressou a Portugal no dia 29 de Fevereiro, um sábado. Nesse mesmo dia começou a ter febre, dor de garganta e tosse, mas só no domingo contactou a Linha de Saúde 24.

O médico fez o teste para despistar a infecção por coronavírus, que deu positivo, e a contra-análise realizada no Instituto Ricardo Jorge confirmou o diagnóstico. Ficou internado no Hospital de Santo António, no Porto. O caso só foi conhecido um dia depois, a 2 de Março.

O homem enalteceu o trabalho dos médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde que o acompanharam «num momento tão difícil».

Em declarações à “Sábado”, o presidente da Associação Portuguesa de Infecção Hospitalar, Lúcio Meneses de Oliveira, frisou: «Não interessa onde o fogo iniciou, mas apagar os vários fogos que estão a acontecer, impedindo que se alastrem e se tornem num incêndio de grandes dimensões».

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, infectou mais de 210 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 8.750 morreram. Das pessoas infectadas, mais de 84 mil recuperaram da doença. O surto começou na China, em Dezembro, e espalhou-se já por 170 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Os países mais afectados depois da China são a Itália, com 2.978 mortes para 35.713 casos, o Irão, com 1.135 mortes (17.350 casos), a Espanha, com 558 mortes (13.716 casos) e a França com 175 mortes (7.730 casos).

O último balanço da Direção-Geral da Saúde revelou que o número de casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus subiu para 642, 194 a mais do que na terça-feira. Esta quarta-feira foi anunciada a segunda vítima mortal por Covid-19 no país: o presidente do Conselho de Administração do Santander, António Vieira Monteiro. A primeira morte foi um homem de 80 anos.

Há, neste momento, 20 doentes nos cuidados intensivos. O Alentejo regista os primeiros dois casos, sendo que, até aqui era a única região do país sem doentes confirmados. As regiões com mais infectados são o Norte com 289 casos, Lisboa e Vale do Tejo com 243, Centro com 74 e 21 no Algarve.

 

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.