pub

De famílias para famílias

O clube de produtores continente é uma estrutura de apoio a produtores agro-alimentares. tem como missão dinamizar a agricultura e assim disponibilizar produtos autênticos, saudáveis e sustentáveis nas lojas continente. tudo com sabor português

A actividade do Clube de Produtores Continente passa pelo acompanhamento técnico, pela partilha de conhecimento e reforço de parcerias estratégicas com os produtores, que garantem a oferta, nas lojas Continente, de produtos de origem nacional de qualidade, inovadores e sustentáveis.

O Clube de Produtores Continente conta com cerca de 200 membros, entre organizações de produtores, agricultores individuais e empresas familiares com produção de frutas, legumes, charcutaria (queijos e enchidos), padaria e pastelaria tradicional, carne e take-away. «Disponibilizar produtos nacionais de excelência aos nossos clientes, resultantes de um trabalho de parceria com os produtores, com suporte em conhecimento técnico-científico e que permite alinhar a oferta às tendências de consumo.

É também aposta do Clube o apoio à produção local, a produtores de pequena escala, conseguindo abastecer algumas lojas da cadeia de retalho Continente, traduzindo-se numa oferta de “Produtos da Região”», lembra Ondina Afonso, presidente do Clube de Produtores Continente, referindo que a ideia é trabalhar uma oferta personalizada: produtos com rosto, com história e de proximidade.

Após passar pelo “crivo” de critérios como a inovação, diferenciação e qualidade os produtores são admitidos no Clube e a partir daí estão reunidas as condições para se iniciar a comercialização dos produtos. «Uma qualidade garantida pelo acompanhamento dos produtos e processos, em termos de segurança alimentar, cumprimento da legislação em vigor e também qualidade percebida pelos clientes, isto é, o sabor e autenticidade dos produtos portugueses.

Além disso, estamos também atentos ao bem-estar animal, ao uso de recursos sustentáveis e que promovam a biodiversidade», esclarece Ondina Afonso.

EM SOLO PORTUGUÊS

O Clube de Produtores Continente surge em 1998 com o grande objectivo de apoiar a organização da produção agro-alimentar nacional, que se encontrava dispersa e sem capacidade para entregar produtos com quantidade e qualidade constantes.

Actualmente o Clube apresenta números interessantes (ver caixa). Sendo que no ano passado o volume de compras aos membros do Clube de Produtores Continente foi de 253 milhões de euros, correspondendo a 140 milhões de Kg de produtos portugueses. Do Clube de Produtores fazem também parte produtores da Madeira de frutas, legumes, padaria e pastelaria, que diariamente entregam nas lojas da ilha produtos ao gosto do cliente Madeirense. Hoje existem outros desafios, nomeadamente o acompanhamento de uma procura de produtos que respondam a três dimensões, isto é, produtos autênticos, saudáveis e sustentáveis.

Para tal é necessário uma forte aposta no conhecimento. Mas as vantagens de fazer parte deste ecossistema do Clube de Produtores do Continente são claras. Para os produtores-parceiros: acesso a programas de valorização e capacitação, apoio técnico e partilha de conhecimento sobre toda a cadeia de abastecimento da Sone MC. Para os consumidores: a grande vantagem é ter, à disposição nas lojas Continente, produtos nacionais e autênticos, certificados, de qualidade e diferenciadores.

Um percurso de aposta na qualidade e na inovação, que «tem trazido reconhecimento, por parte dos clientes, de uma oferta de produtos que, obedecendo ao princípio da autenticidade, é diferenciadora», adianta a presidente. Uma história com 21 anos, mas que nunca deixou de surpreender com a disponibilidade, vontade e capacidade da produção nacional em acompanhar todos os desafios societais que se assiste. «Somos um país muito rico em aromas, sabores, produtos e produtores autênticos!», chama a atenção Ondina Afonso. Partilhando ainda o que a deixa mais orgulhosa: «A confiança e a parceria dos produtores que estão no Clube, uns desde a fundação,outros mais recentemente e obviamente a confiança dos clientes que reconhecem a garantia de produtos nacionais de qualidade nas nossas lojas.» No sector agro-alimentar os desafios são constantes.

De momento, enfrentam os efeitos das alterações climáticas e que impacta naturalmente na oferta da produção agrícola. Além disso o próprio consumidor pede, cada vez mais, uma oferta personalizada o que faz com que exista uma necessidade constante de adaptação e resposta rápida.

As preferências dos consumidores são outro dos aspectos a ter em conta. «Existem vários segmentos identificados por nós, onde claramente temos os que se preocupam primeiramente em comprar produtos nacionais, num espírito de ajuda à economia portuguesa e na garantia de qualidade desses produtos. No entanto, existem também grupos de consumidores cujo o preço é ainda o principal “driver” das suas compras», expõe Ondina Afonso.

Ao longo do ano, o Clube organiza encontros sectoriais entre as equipas comerciais do Continente e produtores e onde os investigadores do Conselho Científico do Clube de Produtores Continente são convidados a apresentar os resultados dos projectos de investigação e inovação relacionados com novas tecnologias, qualidade, novos produtos, como forma de fomentar as parcerias tripla hélice, isto é, entre conhecimento- -produção-distribuição. Existem também outras iniciativas dentro do universo do Clube.

A Academia do Clube de Produtores Continente, onde os produtores são convidados a frequentar um programa de capacitação e cujo objectivo é partilhar conhecimento relacionado com as várias áreas da cadeia de abastecimento e pedir aos produtores que apresentem, no final, um projecto de inovação. Neste momento, está a decorrer a 2.ª edição, acreditando que capacitar é também dinamizar a produção nacional. Já o Roadshow é outra das fortes apostas do Clube na valorização da produção local.

Nestes roadshows dá-se ênfase, nas lojas Continente, aos produtos da respectiva Região contando com a presença dos produtores e representantes das “forças vivas”. Com isto o Clube de Produtores Continente torna-se Embaixador das pequenas empresas familiares, dos produtos tradicionais com edições limitadas e que satisfazem a população local, garantindo simultaneamente circuitos curtos de abastecimento e, por isso, produtos mais sustentáveis e ainda mais frescos.

Anualmente, premeia ainda a produção nacional atribuindo um prémio de Excelência a um dos produtores e um prémio de Inovação que está indexado ao melhor projecto apresentado na Academia do Clube de Produtores Continente. Este ano, a prioridade é «continuar a trabalhar numa oferta sustentável e personalizada: de famílias para famílias, ou seja, produtos com rosto… produtos com história e produtos de proximidade», esclarece a presidente do Clube de Produtores Continente.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...