NOVA SBE: Aprendizagem constante

EXECUTIVE DIGEST CONTENTS

Estamos actualmente a viver uma enorme mudança de paradigma. O foco que, no passado, as organizações colocavam na eficiência das suas operações, em fazer mais rápido e mais barato do que a concorrência, já não é suficiente. Os tempos actuais exigem que, mais do que uma nova cultura organizacional, mais do que novas regras de organização do trabalho, mais do que processos e procedimentos que tornem as organizações mais ágeis e flexíveis, que estas sejam espaços de aprendizagem constante.

CONHECIMENTOS VS. COMPETÊNCIAS
A nossa diferenciação está na combinação de programas abertos com customizados e na integração de novas metodologias de ensino que recorrem à experimentação e aplicação prática de conhecimentos através de projectos desenvolvidos em parceria com os nossos laboratórios de inovação e tecnologia.

Paralelamente, revisitámos o nosso portefólio de modo a oferecermos programas focados em temas tipicamente não considerados neste contexto, como a capacidade de fazer escolhas, a resiliência em contextos de transformação, a mudança para um paradigma organizacional sustentável ou a necessidade de fomentar o empreendedorismo e intra-empreendedorismo.

EXECUTIVE EDUCATION 4.0

Sabemos que a crescente automação e transformação digital está a levar ao desaparecimento de muitas funções. Num Mundo onde o digital tem o potencial de assumir grande parte das funções até agora desempenhadas por seres humanos, aquilo que nos vai diferenciar é a capacidade de sermos isso mesmo: humanos. Dito de outra forma, o leque de competências ditas soft. Paralelamente, um dos paradoxos da actualidade, que envolve directamente o futuro da educação, é a tendência da ultra- -personalização que, no ensino se manifesta na possibilidade de cada um aprender ao seu próprio ritmo, muitas vezes remotamente.
~
Os nossos modelos de ensino permitem não só o desenvolvimento da capacidade de abstração, análise crítica, interpretação de cenários, situações, conteúdos, capacidade de ler as linhas e entrelinhas, como também a aprendizagem sobre o estabelecimento de relações, ganhar empatia com os outros, reconhecer os outros, saber ler as suas emoções, lidar com as restrições, aprender a receber um não e ultrapassar os limites. Numa óptica de construção colectiva, combinando hard com soft skills, identificámos por exemplo, a Singularity University como um exemplo muito relevante de inovação na área da educação. Foi por esta razão que, juntamente com a Beta-i, trouxemos este projecto para Portugal como complemento ao trabalho que temos vindo a desenvolver nesta área.

SUSTENTABILIDADE

No nosso País, 99,9% do total de empresas são pequenas e médias empresas. Num Mundo de ofertas de formação verticalizadas, este tipo de empresas tem processos e dores horizontais. Enquanto universidade, temos um importante papel não só no desenvolvimento dos indivíduos, mas também das empresas e sociedade. Em 2019 criámos, em parceria com a Fundação Calouste Gulbenkian (FCG), o programa “Paradigm Shift”. O programa proporcionou espaço para debate entre administradores, CEO e directores, sobre os desafios de gerir empresas num contexto onde a sustentabilidade não pode ser ignorada.

A parceria com a FCG incluiu também a atribuição de bolsas a PME e organizações sociais que contribuíram para a diversidade do grupo, sendo um dos resultados efectivos do programa, a colaboração entre diferentes entidades após o programa.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...