CEO do JP Morgan volta a atacar Bitcoin: “É inútil”

O CEO do reconhecido banco norte americano JP Morgan,Jamie Dimon, voltou a atacar, esta segunda-feira durante uma conferência, o mercado dos criptoativos apelidando-o de “inútil”.

“Não importa o que pensamos sobre isto, o governo vai regulamentar, para evitar crimes como o branqueamento de capitais, e para aplicar impostos”, disse Dimon, durante o evento promovido pelo Instituto de Finanças Internacionais.

Atualmente os criptoativos são vistos como uma boa arma contra a inflação e contra o escrutínio estatal.

A posição do CEO é no mínimo díspar, quando comparada com a do banco que lidera, já que este verão, o JPMorgan concedeu aos clientes o acesso a fundos de criptoativos, o que significa que os consultores financeiros do banco podem aceitar ordens de compra e venda de clientes para cinco produtos deste mercado.

“Eu pessoalmente acho que a Bitcoin não vale nada”, disse Dimon. “Eu acho também que o senhor não deve fumar cigarros. É uma opinião”, brincou o executivo.

“O nossos clientes são adultos. Eles discordam. Se querem comprar ou vender Bitcoin – não podemos evitá-lo, mas podemos dar-lhes acesso legítimo, o mais limpo possível.”

A cotação da Bitcoin manteve-se ilesa aos comentário de Dimon, tendo continuado em tendência positiva, ao subir 0,18% nas últimas 24 horas, para os 57.394,81 dólares.

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.