As initial coin offerings (icos) como meios alternativos de financiamento

O volume de investimento em Initial Coin Offerings (ICOs) e o peso desse investimento no panorama global de financiamento de sociedades têm vindo a assumir valores cada vez mais significativos, o que tem suscitado diversas respostas por parte dos reguladores, entre os quais a própria CMVM.

Juros são o único conceito familiar à maioria dos portugueses

Apesar de uma ligeira melhoria face ao ano anterior, os juros são o único conceito conhecido por mais de metade dos inquiridos, enquanto outras expressões comuns do dia-a-dia, como taxa de câmbio, inflação, Euribor ou dívida pública são familiares a menos de quatro em cada dez pessoas.

A Bitcoin é realmente uma moeda?

Para servir como meio de troca, uma moeda tem de ser aceite por um conjunto de indivíduos ou entidades. Caso seja aceite, qualquer item ou representação pode servir como moeda. Daí que não seja estranho que tenha surgido a moeda digital.

O risco dos Contratos por Diferença

Num Contrato por Diferença (CFD), o que é alvo de negociação é apenas a variação do preço do activo e o seu preço de mercado a partir desse momento. Se a evolução for no sentido da posição aberta pelo investidor, dá origem a um ganho. Se o mercado for contra a estratégia do investidor, geram-se…

ETF à la carte

Os ETF são fundos de investimento abertos, admitidos à cotação e negociados em diferentes moedas em uma ou várias Bolsas de Valores, tal como se de uma acção se tratasse.

Gerir Riscos Cambiais

É quase impossível à maioria dos investidores ter conhecimento do tipo de riscos cambiais a que estão expostos nas suas carteiras de investimento.

MARF: A Bolsa ao alcance das PME portuguesas

A crise financeira internacional levantou grandes dificuldades ao financiamento das empresas portuguesas, sobretudo das Pequenas e Médias Empresas (PME). Noutros países europeus desenvolveram-se alternativas ao financiamento bancário, como é o caso de Espanha, com o Mercado Alternativo de Renta Fija…