A importância do Turismo e da Cultura

Por Ricardo Florêncio
ricardo.florencio@multipublicacoes.pt

Muitas vezes parece um casal desavindo, mas que está condenado a viver juntos...

O Turismo é de capital importância para a Cultura, como a Cultura é fundamental para o Turismo… Qual a razão do sucesso do nosso Turismo? Quais os motivos que levam milhões e milhões de turistas a visitar-nos todos os anos? E aqueles que querem ficar por cá a viver? E o Turismo interno, que cada vez está mais desenvolvido? Há muitas e diversificadas razões. Mas a Cultura estará no topo dos motivos dessa preferência. A Cultura vista como um todo, um conjunto, onde se engloba a nossa História, os fantásticos monumentos centenários, as nossas igrejas, os nossos museus, os nossos bairros tradicionais, as nossas ruas, as nossas cidades, as nossas praças, a nossa cultura gastronómica, os nossos eventos, a nossa música, a nossa componente desportiva, a nossa religião, as nossas linhas ferroviárias, o nosso modo de vida, como nós somos, e muito mais. Tudo isto é Cultura. É assim que deve ser encarado e é assim que deve ser definido. Resumir a Cultura a uma parte pequena de todo este conjunto, é errado, é mesquinho e é comprometedor. E é imprescindível que assim seja. Caso contrário, é uma visão pequena, pequenina mesmo. Convém que as diversas instituições que gerem e tutelam estas duas grandes áreas percebam isso e que dialoguem. Mas que falem a mesma linguagem, que falem com os mesmos objectivos que, afinal, deverá ser apenas um – desenvolver o País nas suas mais diversificadas situações – e, não, que falem para o seu umbigo. Caso contrário, o Turismo e a Cultura ver-se-ão sempre como primos afastados!

Editorial publicado na Revista Executive Digest de Junho de 2018

Artigos relacionados
Comentários
Loading...