VIII Barómetro Executive Digest: José Theotónio

2019 com optimismo? A competitividade empresarial é um dos temas de maior preocupação para o painel do Barómetro da Executive Digest. Isto, aliado à capacidade de assegurar, ou não, o mesmo nível de exportações.

José Theotónio – CEO do Pestana Hotel Group

Será o sector turístico o motor do crescimento económico? Praticamente 45% considera que sim, 30% talvez e 22,5% diz que não. Há assim algum consenso sobre a importância que o Turismo terá no comportamento global da Economia portuguesa. Não é de estranhar. Desde 2013 e até 2017, o Turismo cresceu em Portugal a dois dígitos. E em 2018, apesar do abrandamento na chegada de turistas, conseguiu-se, ao nível das receitas, ter algum crescimento, que só não foi maior pelo abrandamento que se verificou no último trimestre. No entanto, a realidade está cheia de incertezas.

A desvalorização da Libra e a incerteza e insegurança que o Brexit acarreta nos consumidores do Reino Unido, nosso principal mercado, está a refrear a procura (desceu 9% em 2018 e nestes primeiros meses as compras antecipadas para o Verão desceram a dois dígitos). O segundo mercado, o alemão, está afectado pela falência da Germania que era a grande transportadora aérea de turistas alemães para Portugal (faliu na noite de 4 para 5 de Fevereiro obrigando ao cancelamento de muitas reservas de Inverno e deixando centenas de alemães na Madeira e no Algarve). Em Lisboa, há o duplo constrangimento do aeroporto, de “slots” e nas filas de entrada dos passageiros fora da UE, o que implica que muitas das companhias que queriam novas rotas para Lisboa não as possam ter, pelo que a procura não pode aumentar. Conclusão: para que haja crescimento, é melhor que tenham razão os 22,5% que responderam que não será o Turismo o seu motor.

Leia este artigo na íntegra na edição de Fevereiro de 2019 da Executive Digest.

Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
178 restaurantes juntam-se à Rota de Tapas Estrella Damm
Automonitor
As melhores imagens da 2ª Conferência AUTOMONITOR