pub

VIII Barómetro Executive Digest: Gonçalo Barral

2019 com optimismo? A competitividade empresarial é um dos temas de maior preocupação para o painel do Barómetro da Executive Digest. Isto, aliado à capacidade de assegurar, ou não, o mesmo nível de exportações.

Gonçalo Barral – director-geral da Essilor Portugal

Nesta edição observamos preocupação pela competitividade empresarial devido a uma crescente carga fiscal e uma expectativa de crescimento do volume de negócios acima dos 2,5% na maioria das empresas, dependente de uma evolução económica positiva, impulsionada pelo Turismo. Há, no entanto, enorme incerteza para a qual os gestores portugueses se mantêm atentos e com planos para o resultado: a evolução (positiva ou negativa) das condições favoráveis ao comércio internacional.

A taxa de crescimento das vendas de bens ao exterior em 2018 caiu para quase metade face ao exercício anterior devido sobretudo aos mercados fora da Europa (principalmente Angola e Brasil) e, na Europa, temos grandes incertezas como o resultado do Brexit (o Reino Unido representa mais de 6% das exportações portuguesas) e a situação política e social de países próximos como França e Espanha (que representam conjuntamente 38% das exportações). Para cumprir as expectativas de crescimento nos anos vindouros e num cenário cada vez mais VUCA, os gestores portugueses, exportadores ou não, terão de continuar a investir nas variáveis que podem controlar tais como a diferenciação pela inovação, a formação e desenvolvimento do talento das suas equipas e abertura a novos mercados.

Foto de Nuno Carrancho

Leia este artigo na íntegra na edição de Fevereiro de 2019 da Executive Digest.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...