pub

Grab&GO: «Uma marca de carácter forte»

A oferta é muito variada, desde comidas e bebidas quentes e frias, snacks e produtos de conveniência como lenços de papel. No radar quer disponibilizar mais produtos como medicamentos ou produtos para animais. Vivaldo Caseiro, CEO da nSOL, criadora da Grab&Go, partilha a história da marca, o conceito e as experiências que foi criando .

Fundada há 20 anos por Engenheiros Químicos, a nSOL tem-se dedicado à produção e comercialização de produtos químicos para a Indústria Têxtil..

Sendo que nSOL significa “n” soluções, e com essa vontade de mais, a determinado momento da nossa história, percebemos a necessidade de diversificar o nosso modelo de negócio para outras áreas.

Numa visita a Espanha, reparámos numas máquinas de vending muito degradadas, numa montra, atrás de umas grades e relembrando os nossos tempos de estudantes de engenharia química, em que passávamos noites em claro embrenhados em relatórios e projectos e em que não havia nada aberto para se tomar um café ou comer algo. Pegámos nessa imagem, aprimorámos o modelo e a imagem de negócio e resultou de tal forma que hoje a Grab&Go é a face mais visível da nSOL e é responsável por metade da facturação da
empresa. Portanto, estes 20 anos representam trabalho, satisfação e vontade de continuar a trilhar o nosso caminho em conjunto com os nossos franchisados.

Em 2010, implementou a marca Grab&Go – lojas automáticas abertas 24h – potenciando-a como marca para Franchising. Que artigos/ produtos têm?

A Grab&Go nasce em 2010, porque precisávamos de uma marca forte, que conseguisse demonstrar de forma imediata o que é o nosso conceito. Mas a nossa experiência com o vending nasce antes, em 2008. Portanto, quando nasce a Grab&Go, já possuíamos dois anos de experiência, sendo 2012 o ano em que lançamos o franchising Grab&Go, passando aos nossos franchisados as experiências e o conceito que fomos criando e aprimorando, sem nunca pararmos de aprender e partilhar essa experiência e conhecimento adquiridos.

A oferta é variada, desde comidas quentes, como hambúrgueres, kebabs, pão com chouriço ou gofre de chocolate belga, passando por bebidas quentes de café a chá ou cappuccino, e produtos onde distribuímos grandes marcas a operar no mercado nacional, sejam chocolates ou bebidas frias.

Achámos importante disponibilizar aos clientes outros produtos de conveniência como lenços de papel, preservativos, porque queremos ser abrangentes nas necessidades que queremos satisfazer e, portanto, nos benefícios que queremos proporcionar aos clientes da Grab&GoGostaríamos de disponibilizar mais produtos como medicamentos ou produtos para animais, que ainda não temos por restrições legais.

Quais são os factores críticos de sucesso e as forças diferenciadoras do vosso franchising?

O principal é o empenho na qualidade nas lojas. Não me refiro apenas à qualidade dos produtos que a rede Grab&Go disponibiliza, mas também na relação de parceria com os nossos franchisados. Mantemos uma relação de transparência e acompanhamento contínuo na gestão do negócio, ou seja, o franchisado sabe que pode ter os melhores produtos nas suas máquinas e que tem consigo uma equipa capaz de o acompanhar ao longo da sua vida. Diria que a principal força diferenciadora é essa relação de parceria.

Com mais de 160 lojas pelo País. Como descreve este crescimento?

Tem sido um crescimento sustentado e consciente. Continuamos com o nosso objectivo de chegar ao maior número de localidade possível. No entanto, não abrimos por abrir, mas sim sempre com o sentido do sucesso do nosso franchisado e, como tal, do sucesso da marca Grab&Go. Até hoje houve algumas mudanças de proprietário ou de localização, mas nenhuma fechou.

Durante os primeiros anos vários tentaram copiar o nosso conceito até ao mais ínfimo detalhe, mas fracassaram. Hoje a concorrência está mais presente, mas sempre um passo atrás e sempre a tentar copiar-nos, sem apresentarem nada inovador ou diferenciador. Temos seis lojas próprias onde estamos constantemente a ensaiar novas ideias e isso dá-nos uma enorme vantagem competitiva.

Qual é o plano de expansão das vossas unidades?

O plano de expansão é continuar a trabalhar com os nossos franchisados que criaram ou querem criar uma rede de lojas suas e com os novos parceiros que nos abordam para iniciarem uma relação duradoura e profícua. É com eles que contamos para elevar mais o nome Grab&Go no panorama nacional e, porque não, internacional.

Quais as vantagens de se possuir lojas próprias Grab&Go?

Primeiro que tudo a rentabilidade que as lojas dão e que não podemos minimizar. Depois porque quando iniciámos as lojas de vending automático acreditávamos no conceito e continuamos a acreditar, além de que nos permite continuar a acumular experiência, seja na forma de potenciar o negócio, seja na sistematização de processos e conceitos. Ora, essa experiência permite apoiar os nossos franchisados com as melhores práticas para que, também eles, consigam melhorar e crescer.

Resumindo, temos lojas próprias porque é rentável e porque nos permite melhorar as práticas, que passamos aos nossos franchisados.

Que razões apresenta para se ser franchisado Grab&Go?

Primeiro que tudo o processo de se tornar franchisado é muito rápido. Precisamos de 30 dias entre a análise e aprovação do local até abrir a loja. Depois temos diferentes tipologias de loja em termos de números de máquinas, que permitem ajustar o nível de investimento pretendido e a oferta que se quer fazer. Em terceiro, o retorno de investimento é rápido face ao investimento inicial feito, sendo que não cobramos direitos de entrada nem royalties. Em quarto, saber que a montagem da loja é feita totalmente por nós e em apenas dois dias, que pertence a uma marca com grande notoriedade, que tem uma linha de apoio técnico disponível todos os dias do ano, em todo o país, por uma equipa técnica própria e especializada.

Qual a relação custo/benefício?

Para os nossos franchisados, os benefícios ultrapassam largamente os custos. Se pensar que o franchisado tem, de uma forma muito rápida, uma loja que factura durante as 24 horas do dia, com produtos de elevada qualidade, sem necessidade de funcionários ou pagamento de royalties, percebe-se que os ganhos ultrapassam os custos. Por isso convidamos todos os interessados a falarem connosco, podendo fazê-lo através dos contactos disponíveis no nosso site.

Qual a legalidade da venda sem factura imediata?

Essa é uma questão pertinente. A lei indica que, se uma máquina não está preparada para emitir uma factura, então não é obrigatório a emissão dessa mesma factura na hora. No entanto, estamos preparados para, mediante uma solicitação do cliente, nós e os nossos franchisados, emitirem as facturas necessárias.

Quais são os maiores desafios de mercado, hoje?

Um dos maiores desafios, mas também mais apetecido, é conseguir continuar a apresentar uma marca do gabarito da Grab&Go aos nossos franchisados, presentes e futuros, e aos nossos clientes. E brevemente teremos grandes novidades, quer para os franchisados, quer para os clientes.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...