Posição de liderança

A Católica Lisbon School of Business & Economics é uma referência em Portugal e no estrangeiro, e aposta na excelência do seu corpo docente, nas metodologias utilizadas, nos cursos e nas parcerias nacionais e internacionais desde 1972, ano em que foi fundada. Luís Cardoso, director da Formação de Executivos da Católica-Lisbon, explica à Executive Digest as mais recentes apostas desta business school e como a internacionalização e as parcerias têm contribuído para o seu reconhecimento.

Quais as novidades formativas da Católica-Lisbon para o novo ano lectivo?

A Católica-Lisbon procura estar sempre a par das necessidades do mercado e tem sido capaz de sistematicamente oferecer programas com a maior relevância e actualidade, respondendo de uma forma muito dedicada às necessidades dos seus alunos. Para os próximos meses iremos lançar um conjunto de novos programas que abordam temas inovadores e muito actuais, como o Digital Business Acceleration: da Estratégia à Implementação; o Smart Cities Program: A Major Revolution; ou ainda o Fintech Disruption Program.

De que forma as parcerias são importantes para internacionalizar a vossa oferta?

A Católica-Lisbon tem trilhado um caminho importante no sentido de internacionalizar a sua oferta de Formação de Executivos e também de acompanhar as empresas portuguesas, formando os seus dirigentes e quadros de topo, apoiando-os assim nos seus processos de internacionalização.

Esta dinâmica de internacionalização acentuou-se consideravelmente nos últimos anos, sendo que já mais de um terço dos programas desenvolvidos é de âmbito internacional, envolvendo: programas desenvolvidos para empresas portuguesas em processos de grande internacionalização; programas desenvolvidos fora de Portugal para empresas internacionais; programas desenvolvidos com outras Escolas de Negócio Internacionais nomeadamente Kellogg School of Management, Cornell SC Johnson College of Business, HKUST Business School, Bocconi University, Maastricht School of Management, USJ e Fundação Dom Cabral; em particular, programas desenvolvidos para países de expressão portuguesa, localmente ou em Portugal.

Quais são as grandes tendências da Católica-Lisbon para este ano lectivo em termos de Formação de Executivos? O que procuram as empresas neste momento?

A Formação de Executivos irá evoluir fortemente no sentido de se tornar ainda mais eficaz e garantir às empresas e participantes uma aplicação mais valiosa do seu tempo e dinheiro.

Nessa perspectiva, ir-se-á reduzir a componente de formação convencional, mais centrada no professor enquanto conhecedor dos temas, que os expõe transmitindo Saber. Metodologias muito mais interactivas e inovadoras irão cada vez mais ter lugar, por forma a garantir a aplicação imediata de conhecimentos, como é o caso de simulações, role-playing, flipped classroom, blended e micro learning e gamification.

Um produto diferente do habitual na vossa oferta formativa é o Programa de Marketing de Produtos e Serviços de Luxo, com duas edições a iniciar-se no mês de Setembro, em Lisboa e no Porto. Qual foi a oportunidade detectada no segmento de luxo para lançar uma formação de marketing dedicada?

O Programa de Marketing de Produtos & Serviços de Luxo tem características únicas que o diferenciam bastante. Propõe uma abrangente viagem de 360 graus sobre os negócios do luxo, com um grupo de professores nacionais e internacionais com uma vasta experiência académica e profissional e uma visão actual e profunda sobre os desafios que esta área tem enfrentado. Oferece ainda uma dimensão prática que beneficia o contacto privilegiado com profissionais convidados, visitas a marcas/ empresas luxo, bem como um fim- -de-semana residencial de visita aos bastidores do luxo português e seus protagonistas.

Todas estas dimensões tornam o programa muito procurado, proporcionando aos seus participantes uma visão muito actual do que é criar, divulgar e trabalhar uma marca de luxo.

A Católica-Lisbon tem vindo a ser consistentemente considerada como uma das melhores da Europa pelo jornal Financial Times. Quais são as características que permitem manter este reconhecimento ao longo do tempo?

Concretamente, no que diz respeito à Formação de Executivos da Católica-Lisbon, esta é, actualmente, reconhecida nacional e internacionalmente como uma das 40 melhores Business Schools do mundo, sendo também a melhor escola portuguesa.

O reconhecimento internacional e os resultados são possíveis devido a uma cultura de rigor, profissionalismo, inovação e orientação para o cliente, suportada num corpo docente de excelência com professores nacionais e estrangeiros das mais prestigiadas universidades do mundo.

Entre os critérios que contribuem para este resultado, destaca-se também a aposta na internacionalização, que se traduz numa posição de liderança em Portugal ao nível da diversidade de geografias envolvidas, número de programas e participantes internacionais e também parcerias estabelecidas com escolas internacionais de referência.

Os últimos anos trouxeram alterações no tecido empresarial ao nível de diferentes exigências quanto às competências e ao surgimento ou consolidação de novas profissões. De que forma a Católica-Lisbon se adapta a estas transformações?

A Católica-Lisbon tem-se diferenciado profundamente de outras escolas portuguesas, desde logo devido ao nível de excelência do seu corpo docente, de perfil internacional e qualidade superior. Tem sido capaz de sistematicamente oferecer programas com a maior relevância e actualidade. Tem pautado a sua actuação por uma decidida orientação para o cliente e uma qualidade superior de serviço. Finalmente, temos através da Formação de Executivos um relacionamento estreito com as melhores empresas e, portanto, o conhecimento no terreno dos desafios, tendências e necessidades do meio empresarial, construindo soluções customizadas de grande valor acrescentado.

Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Matrics quer revolucionar mercado do gaming em Portugal
Automonitor
Alpine A110S é uma versão ainda mais exclusiva