O futuro da cloud

As organizações já estão a reimaginar o seu futuro com a cloud em circunstâncias que são extraordinárias.

A resiliência das organizações tem sido testada como em nenhuma outra época na história recente, uma vez que a pandemia mudou a forma como vivemos, consumimos e trabalhamos. A transformação é o novo normal.

É por isso que muitas organizações estão a reimaginar os seus negócios através da migração de sistemas e aplicações para a cloud. Algumas querem automatizar processos, escalar a capacidade e criar novas oportunidades de crescimento. Outras estão a migrar para poupar custos e aumentar a eficiência.

Independentemente da razão, todos estão a migrar enquanto os seus sectores e negócios estão em fluxo – com funções essenciais, como o serviço ao cliente e as cadeias de fornecimento, a enfrentar novas exigências todos os dias. É como um navio que tenta reconstruir o seu motor e requalificar a sua tripulação, ao mesmo tempo que tenta, de alguma forma, manter a sua velocidade e rumo no meio de uma tempestade feroz.


COLOCANDO OS ELEMENTOS NO LUGAR

A boa notícia, porém, é que a migração para a cloud vale o esforço – e revela também resultados impressionantes.
  • Ver a cloud como um continuum

Os novos modelos operacionais podem apoiar as necessidades em constante mudança das empresas.

O inquérito global da Accenture a cerca de quatro mil pessoas demonstrou que quase 65% delas viu uma redução de custos de, em média, até 10%, devido à migração para a cloud. Também foi descoberto que a pandemia levou muitas organizações a sofrer uma transformação comprimida. Ou seja, estão a acelerar a migração das suas cargas de trabalho para a cloud em meses e não em anos. Durante os próximos três a cinco anos, mais de dois terços das cargas de trabalho irão deslocar-se para a cloud, com cerca de um terço das organizações a transferirem mais de 75% para a cloud na maioria das regiões do mundo.

Quase todas as organizações do inquérito da Accenture têm hoje alguma presença na cloud. Mas um pequeno subconjunto delas – cerca de 12-15% dos inquiridos, dependendo da região – está a ver ganhos substanciais com o seu envolvimento contínuo na cloud. Estão a beneficiar, durante as disrupções globais.

Para eles, a cloud não é apenas computação, armazenamento e rede a pedido, como era há 10 anos. Mesmo há cinco anos, a cloud envolvia sobretudo a escolha de centros de dados partilhados pelo público. Este subconjunto de organizações reconhece a cloud como uma rampa de lançamento para a inovação e novas formas de operar.

Compreendem que a cloud é um “continuum” de capacidades que vão do público ao edge – e tudo o que está entre eles. Este Cloud Continuum inclui diferentes tipos de propriedade e localização (do público ao privado ou híbrido à co-localização, à multi-cloud e ao edge), tudo dinamicamente apoiado pela conectividade da próxima geração, como as redes 5G e as redes definidas por software.

Este subconjunto de organizações aproveita o Cloud Continuum para prever uma continuidade na sua jornada – das instalações à migração para a cloud ao crescimento e inovação com a cloud.

São capazes de expandir a visão Continuum a toda a sua tecnologia, desde a infra-estrutura à rede, às suas aplicações, e mais além.

  • Conheça os Continuum Competitors

A Accenture denomina estas organizações de Continuum Competitors porque utilizam a cloud não apenas como destino único e estático, mas como modelo operacional futuro.

Estão a transformar a forma como interagem com clientes, parceiros e colaboradores; como concebem e comercializam os seus produtos, serviços e experiências; como criam e operam os seus sistemas informáticos; e estão a reimaginar o papel dos dados e dos cálculos. Decisivamente, esta abordagem permite-lhes ultrapassar os seus pares em muitas frentes.

  • Criar o futuro que escolhem

Os Continuum Competitors asseguram a sua posição invejável através de uma combinação de: 1) escolha do tipo certo de cloud e de serviços baseados na cloud em todo o Continuum para responder às necessidades do negócio; e 2) implementação de práticas avançadas para potenciar essas tecnologias, o que lhes permite utilizar a cloud para impulsionar a inovação e o crescimento do negócio.

Isto permite-lhes reformular e reinventar o seu negócio através da inovação contínua, alimentada por vários tipos de capacidades da cloud que operam sem descontinuidades em todo o Continuum. Por outras palavras, os Continuum Competitors tiram partido das capacidades da cloud e desenvolvem a mentalidade de as aplicar em todo o seu negócio, para criar uma posição de mercado única.

Onde quer que estejam na vossa jornada na cloud, é importante compreender a Continuum Cloud . As escolhas que fizerem, juntamente com a velocidade e proficiência de execução, ditarão se irão liderar ou seguir nos próximos três a cinco anos, acelerando o crescimento durante tempos menos tumultuosos e atingindo uma posição mais sólida para resistir a choques futuros inesperados.

  • Ultrapassar os obstáculos

Há muitas razões por que a própria migração pode ser difícil e lenta. Já é bastante difícil navegar em sistemas antigos complexos; mudar modelos empresariais e operacionais; fazer evoluir estruturas, aplicações e dados; requalificar a força de trabalho; e cumprir os regulamentos.

Depois há o risco cibernético. A gestão da cibersegurança está sempre a melhorar, na medida em que os fornecedores de cloud são muito melhores a fornecer segurança reforçada do que o que é alcançável em locais físicos, mas muitas organizações ainda se preocupam com dados perdidos ou comprometidos. E são ainda mais sensíveis quando se trata da migração de dados de colaboradores e clientes para a cloud.

Mas existe um mal-entendido generalizado sobre o valor a longo prazo de estar na cloud. Alguns olham para a cloud só como um centro de dados mais barato. Outros têm a noção de que alavancar a cloud para as tecnologias da próxima geração é demasiado experimental e não é para eles.

  • Moldar o futuro

Os líderes estratégicos estão a descobrir como aproveitar o Cloud Continuum. O resultado é um fosso entre a acção e a oportunidade: embora a maioria das organizações esteja a migrar, não estão a explorar a cloud em toda a sua extensão. As que progridem nos compromissos na cloud, contudo, lideram – e até moldam – as suas transformações no sector e conseguem ficar à frente dos seus concorrentes.

Além disso, as organizações não têm de ser chamadas nativas digitais para se moverem rápida e eficazmente neste espaço. Os verdadeiros Continuum Competitors são poucos e estão geograficamente dispersos. Quando foram estudadas as suas perspectivas e acções em relação à cloud, bem como as que começaram a ir além de uma mentalidade de migração, surgiram quatro abordagens fundamentais.

  • Quatro acções para desbloquear o potencial do Cloud Continuum

Não importa o sector ou localização geográfica, a migração dos sistemas e aplicações para a cloud é o primeiro passo para uma vantagem competitiva. A poupança de custos é muitas vezes um factor principal, mas é uma desvantagem redutora e competitiva olhar para a cloud só como um centro de dados mais barato e eficiente. Há mais na cloud do que poupança.

1] Saibam para onde querem que o Continuum vos leve
  • A vossa visão irá tornar-se realidade

A estratégia de Cloud Continuum pode até mesmo ajudar-vos a concretizar o vosso potencial comercial.

Para atingir todo o potencial da vossa empresa na cloud, é importante desenvolver uma estratégia de Continuum que consiga acertar três coisas:

  • Uma visão que indique claramente os valores fundamentais e as aspirações futuras;
  • Uma identificação de todas as vulnerabilidades e deficiências competitivas;
  • Uma classificação clara das capacidades, em relação ao local onde a organização está hoje versus as suas aspirações futuras, alavancando toda a molextensão do Continuum.

Para começar, elaborar uma estratégia de Continuum. O Continuum não é só uma tecnologia, mas muitas – cada uma com as suas próprias vantagens e limites.

Algumas organizações podem estar orientadas para a cloud híbrida com alguns sistemas centrais a operar num ambiente de cloud privada, mas com inteligência artificial (IA), machine learning (ML) e processamento de linguagem natural (PNL) aproveitado na cloud pública para uma melhor experiência do utilizador.

Outras podem aproveitar o edge computing em redes 5G para reduzir defeitos de fabrico em fábricas remotas.

Mas tudo isso é mais fácil na teoria do que na prática. A simples compreensão das capacidades que estão mesmo disponíveis no Continuum pode ser difícil, quanto mais saber como utilizá-las.

No entanto, e tendo em conta todas as possibilidades de expansão contínua que o Continuum tem para oferecer, é importante elaborar prioridades claras, que actuem como barreiras para manter diferentes partes de uma organização a movimentar-se na mesma direcção, ou seja, na desejada.

Os Continuum Competitors são líderes não só na formulação de visões ambiciosas, mas também na sua realização. Por exemplo, na América do Norte, Ásia e América Latina, os Continuum Competitors visam objectivos financeiros e operacionais mais ambiciosos (por exemplo, tempo mais rápido de colocação no mercado, aumento da venda cruzada, e aumento do número de clientes).

E é mais provável que atinjam maiores níveis de adopção de tecnologia, como seja uma utilização mais generalizada da IA nos trabalhos que envolvam conhecimentos.

Os Continuum Competitors continuam a ter: 3,3x mais probabilidades de adoptarem o trabalho que envolve conhecimentos ligado à IA.

2] Estabeleçam práticas de cloud para apoiar e aumentar as tecnologias
  • Ser ágil ajuda-vos a prosperar e a crescer

Num mundo em que cerca de um terço das cargas de trabalho está na cloud, migrar e desfrutar não é uma estratégia vencedora. Por exemplo, é inteligente construir na cloud com edge, aproveitar os serviços PaaS para reunir e consumir capacidades mais recentes, e adoptar e aplicar tecnologias IA/ML nos dados e processos. Se não derem esses passos extra, simplesmente não verão o impulso de crescimento, as receitas e a inovação de que os vossos concorrentes desfrutam.

A chave é juntar a adopção de tecnologia a práticas que proporcionem disciplina e vos ajudem a mudar as áreas não tecnológicas ao ritmo das melhorias tecnológicas. Como prova disso, vejam os Continuum Competitors, que moderam a sua alta adopção de tecnologia seguindo pelo menos quatro das seis práticas. Adoptam 25 a 80% mais tecnologias (dependendo do sector e da região), ao mesmo tempo que obtêm resultados muito melhores. A mentalidade que suplanta estas práticas e distingue os Continuum Competitors dos que ficam para trás é de agilidade. Na pandemia, a agilidade na cloud tem ajudado as organizações não só a sobreviver, mas também a prosperar e crescer.

3] Acelerar a inovação para proporcionar experiências excepcionais
  • A experiência é tudo

A análise da Accenture indica que usam uma combinação de design centrado no ser humano e tecnologias baseadas na cloud para repensar a experiência e a disseminar por toda a organização, incluindo:

  • Produtos e Serviços;
  • Experiência do Colaborador;
  • Modelos de Entrega.

Para eles, a reformulação dos negócios com foco na experiência é um diferencial competitivo, o que só é possível avançando no Cloud Continuum. E tornam os investimentos visíveis e acessíveis, a colaboradores e clientes.

Estas organizações vão além das noções tradicionais de optimização dos pontos de contacto dos clientes e colaboradores para inovarem e proporcionarem uma experiência excepcional.

Quase 90% dos Continuum Competitors na América do Norte, por exemplo, utilizaram a cloud para melhorar a colaboração entre os colaboradores e encorajar projectos ambiciosos que envolvem diferentes cargos empresariais e geografias.

Usaram a cloud para tornar o trabalho mais interessante e orientado para os dados, reduzindo as tarefas rotineiras e o trabalho de manutenção manual, ou usaram ferramentas baseadas na cloud para tornar a tecnologia acessível. Resumindo, oferecem experiências centradas no ser humano, agregando-as através de diferentes aplicações para reduzir a carga cognitiva.

4) Fornecem um compromisso estratégico contínuo
  • Trabalhem para criar a vossa própria realidade

Ponham o vosso plano de negócios personalizado em acção com o Cloud Continuum.

Com a abundância vem a oportunidade, uma sensação de falta de limites e um pensamento optimista. Mas a abundância também pode levar à paralisia, a muitas escolha. Portanto, é fundamental que os líderes compreendam como equilibrar as suas ambições Continuum com as prioridades estratégicas que manterão o negócio focado.

A liderança precisa de estabelecer objectivos empresariais e níveis adequados de tomada de riscos, e apoiar uma cultura de agilidade e crescimento. Isto é fácil de dizer, mas na prática, pode haver complexidades em torno do orçamento, de como o negócio interage com as TI, dos riscos e incentivos, de como o sucesso é medido e da mentalidade projecto-produto. É por isso que o apelo à acção tem de vir do topo – e com a maior clareza e foco possíveis.

Mas as organizações devem reconhecer a natureza generalizada do desafio – todas as pessoas em toda a organização precisam de estar conscientes do potencial da cloud. A inovação pode vir de qualquer lugar, e quando mais pessoas com perspectivas e competências variadas são convidadas a participar na conversa, mais possibilidades abundam.

A liderança é responsável não só por estabelecer objectivos ambiciosos, mas por promover uma visão excitante, e pela educação e propagação à escala da organização. A liderança deve percorrer intencionalmente pela empresa e perguntar: “Que consciência estamos a construir? “Até que ponto os colaboradores a todos os níveis compreendem os objectivos e o potencial do Cloud Continuum?”

REINVENTAR NO CONTINUUM

A migração de sistemas centrais e de dados é a base de uma jornada na cloud bem-sucedida – mas é apenas o início. A partir daí, as organizações devem perguntar como podem utilizar a cloud para se posicionarem para um crescimento sustentado nos próximos três a cinco anos.

É por isso que seguimos os Continuum Competitors e o seu progresso tão de perto. Quanto mais pesquisarmos os progressos, melhor poderemos traçar um rumo para cada organização que procure avançar no Cloud Continuum.

APROVEITAR O POTENCIAL FUTURO

Estejam prontos para cada oportunidade que surgir com o Cloud Continuum.

Os Continuum Competitors estão à frente. Estão a construir fábricas inteligentes, cadeias de abastecimento eficientes e resilientes, produtos sustentáveis e organizações prósperas usando tecnologias baseadas na cloud, como IA/ML, cloud privada, edge ou 5G. E estão a encontrar formas de moldar a transformação dos seus sectores, alavancando soluções baseadas na cloud para resolver problemas.

Tudo isto permite-lhes satisfazer e superar as expectativas dos clientes, reter os melhores talentos e retribuir ao planeta bem como aos seus investidores.

Este tipo de sucesso não é garantido nem específico da indústria. Alcançar ganhos semelhantes requer primeiro compreender o poder do Cloud Continuum e o que ele pode fazer pela sua organização. Igualmente importante, a sua liderança deve adoptar e infundir uma cultura “cloud-first” em toda a organização.

Mudar os corações, mudar as mentes, mudar a forma como trabalhamos – e libertar todo o potencial da empresa na cloud resultará em recompensas substanciais e sustentadas.

Artigo publicado na revista Executive Digest n.º 187 de Outubro de 2021

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.