pub

Klépierre: Mais próxima da comunidade

O sector do retalho assistiu a grandes alterações nos últimos anos, com uma maior pressão para a gestão eficiente dos recursos, quer por parte dos lojistas, quer por parte dos clientes. Neste sentido, a Klépierre tem vindo a desenvolver acções que visam ir ao encontro desta transformação, tornando os espaços mais eficientes e pessoais. «Na Klépierre promovemos activamente a gestão geral dos recursos ambientais, os nossos centros comerciais em Portugal, Espaço Guimarães, Parque Nascente e Aqua Portimão, são certificados pela ISO 14001 e pela BREEAM In Use», chama a atenção fonte oficial da empresa.

Hoje, apenas é utilizada energia vinda de fontes renováveis. Promove a “Earth Hour” e realiza acções recorrentes com os lojistas com vista à discussão e implementação de ideias que permitam reduzir o desperdício energético e de recursos.

Desenvolve também acções mais específicas para os clientes, criando eventos como o “Go Green”. «Este evento juntou o lado fashionista do negócio com a preocupação ecológica. Tivemos no Espaço Guimarães, Parque Nascente e Aqua Portimão, talks sobre um estilo de vida mais sustentável, dicas alimentares, produtos vegan e cruelty free promovidos pelas marcas, e ainda uma vasta gama de brindes ecológicos», conta a mesma fonte. A Klépierre tornou-se também um player activo no que diz respeito a acções de solidariedade social junto das comunidades.

Entre vários, destaca dois projectos diferentes entre si, mas cuja essência deriva da mesma estratégia de responsabilidade social. O projecto “Mãos Com Vida”, desenvolvido em Maio de 2018 no Parque Nascente, que juntou quatro avós num projecto único no sector, a decoração em tricot de elementos de decoração temporários. «O impacto foi tão positivo nas nossas plataformas e tão bem-recebido nos media nacionais, que o projecto teve uma segunda edição, e na quadra natalícia os elementos decorativos foram reciclados, os retalhos de lã transformados em mantas que doámos a instituições da Santa Casa da Misericórdia do Porto», detalha ainda.

Já este ano, o centro comercial Espaço Guimarães lançou também um projecto diferenciador e focado na ajuda intracomunitária. Em parceria com a associação local ACIP, criou a acção “Corações sem Barreiras”, onde jovens e adultos portadores de deficiência, produziram, manualmente, porta-chaves, cuja receita reverteu totalmente para a instituição. «Todas as acções que levamos a cabo no âmbito da Responsabilidade Social ajudam a cimentar as relações com os colaboradores, stakeholders e comunidade em geral, aumentando o Índice de Satisfação do Cliente.

A importância e impacto que se obtém na dinamização das acções deixa claro que o futuro do negócio passa por esta real aproximação e preocupação com ambiente e sociedade, deixando de ser um simples pólo aglomerador de conceitos de retalho, para nos tornarmos uma parte integrante e activa das comunidades», conclui.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...