Jovens poupam mais para a reforma do que os Boomers e Geração X

As gerações mais jovens estão a poupar mais do que as anteriores. A conclusão é de um estudo da gestora de activos Schroders, segundo o qual as pessoas entre os 18 e os 37 anos (Geração Z e Millennials) estão a colocar mais dinheiro de parte para a reforma do que as faixas etárias mais velhas (Boomers e Geração X).

Tendo por base as respostas de 25 mil investidores de 32 países, o estudo revela que os mais jovens estão a poupar perto de 16% do seu rendimento anual tendo em vista a reforma. Por outro lado, as pessoas entre os 38 e os 70 dedicam entre 14 e 15% dos seus ganhos a este objectivo.

De acordo com a CNBC, que dá conta do estudo, os jovens são também  os que se mostram mais disponíveis para aumentar as suas poupanças (97%), quando comparados com os inquiridos entre os 51 e os 70 anos (81%). Isto mesmo considerando que os mais novos apresentam níveis de impulsividade mais elevados, sendo mais provável que cedam à compra de algo de que não precisam mas que desejam.

Quanto ao que motiva esta diferença entre gerações, a Schroders não apresenta uma justificação clara. Sangita Chawla, head of Retirement Savings na Schroders, acredita que o medo de potenciais problemas financeiros estará a incentivar o comportamento dos mais jovens: depois de verem as reformas do seus pais serem cortadas, estão conscientes de que precisam pensar desde já nessa questão.

A mesma responsável indica que, em países onde a educação é gratuita e é expectável que os filhos vivam mais anos do que os pais, existe uma maior cultura de poupança.



Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.