Já foi descoberto o «calcanhar de Aquiles» da Covid-19

Uma equipa de investigadores da Escola Superior de Economia, na Rússia, descobriu moléculas de microRNA que podem ser capazes de acabar com a replicação de coronavírus em humanos, incluindo o SARS-CoV-2, que causa a Covid-19, de acordo com o ‘News Medical’.

Sempre que o vírus entra numa determinada célula, começa a interagir activamente com várias moléculas. Uma dessas classes de moléculas são os microRNAs (miRNAs), pequenos genomas cuja função principal é regular a actividade genética.

Quando um vírus entra, segundo o ‘News Medical’, os miRNAs começam a ligar-se a certas partes do RNA do seu genoma, o que leva à destruição dos RNAs do vírus. Esse ataque pode interromper a replicação do vírus completamente. No entanto, nos casos em que os miRNAs não são muito ‘agressivos’, essas interacções não destroem o vírus, mas retardam a sua replicação, segundo o estudo.

Esse cenário é benéfico para o vírus, pois ajuda a evitar uma resposta imunológica rápida. Contudo os cientistas detectaram miRNAs de células que são capazes de se ligar a genomas de coronavírus, interrompendo a sua replicação.

Existem sete tipos de coronavírus humanos no total. Quatro deles são comuns e causam a gripe normal, enquanto que os vírus MERS-CoV, SARS-CoV e SARS-CoV-2 podem causar uma pneumonia atípica perigosa.

Ao analisar todos os  tipos de coronavírus conhecidos os investigadores comprovaram que seis deles, incluindo o responsável pela covid-19, mostram locais de união mútuos para miARN hsa-miR-21-3p e outro miARN chamado hsa-miR-421.

A próxima etapa de pesquisa da equipa será a verificação experimental das descobertas. Os cientistas também planeiam investigar a possibilidade de um efeito medicinal sobre o vírus que tem como alvo os miRNAs descobertos. Em particular, querem determinar se a sua introdução ou eliminação artificial é capaz de prevenir a reprodução do vírus.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...