IKEA Portugal cresce 14%

O negócio da IKEA em Portugal registou um crescimento de 14% no ano financeiro de 2018, traduzindo-se num volume de negócios de 457 milhões de euros.

Ao longo deste período, a IKEA Portugal recebeu 16,2 milhões de visitas nas suas cinco lojas, somando ainda 30 milhões de visitas no site IKEA.pt.

«O sucesso da IKEA advém do compromisso e empenho de todos os nossos colaboradores que todos os dias ajudam os nossos clientes a criar uma vida melhor em casa. Acreditamos que a digitalização e a sustentabilidade são oportunidades fantásticas para continuarmos a melhorar o nosso negócio, valorizando o nosso conceito de Design Democrático e tornando-o ainda mais próximo da maioria das pessoas», refere Helen Duphorn, directora geral da IKEA Portugal.

Relativamente ao Grupo Ingka, que detém a IKEA, alcançou um no ano financeiro de 2018, um volume de negócio global de 34,8 mil milhões de euros, um crescimento de 4,7% face ao ano anterior.

Com 12 novas lojas o Grupo Ingka recebeu 838 milhões de visitas nas suas 367 lojas, nos 30 países onde está presente, tendo somando ainda 2,35 mil milhões de visitas ao website IKEA.com.

«Este foi um ano verdadeiramente inspirador em que os nossos colaboradores demonstraram um sentido forte de liderança e empreendedorismo. Estamos a aproveitar a rápida evolução do mercado para optimizar o nosso negócio e as nossas lojas têm um papel fundamental neste processo de transformação. Mais do que nunca, estamos dedicados à maioria das pessoas, especialmente aqueles com menor poder de compra, com grandes sonhos sobre a vida em casa e também, necessidades. Queremos simplificar a vida dos nossos clientes e tornar mais fácil o acesso à IKEA, quando, onde e como quiserem», afirma Jesper Brodin, CEO do Grupo Ingka.

Com base num ambiente de mercado cada vez mais digital, o Grupo anunciou que irá apostar numa estratégia multicanal, de forma a tornar o seu negócio mais acessível, conveniente e sustentável.

Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Artigos de pele portugueses inspiram campanha
Automonitor
Renault apostada na eletrificação em 2020