Lisboa procura startups com ideias para fazer frente à pandemia na capital

Criar resultados rápidos que ajudem a resolver os desafios sociais e económicos que a pandemia de COVID-19 provocou na capital portuguesa. É este o objectivo da Câmara Municipal de Lisboa (CML) ao juntar-se à Beta-i para lançar um programa de inovação aberta destinado a startups de todo o Mundo. Desenvolvido no âmbito da plataforma Smart Open Lisboa, o SOL Tomorrow terá como foco a implementação e não a experimentação.

As startups cujas candidaturas forem aceites terão oportunidade de trabalhar com organizações-chave em Portugal para dar resposta a problemas específicos da cidade de Lisboa, dos seus cidadãos e empresas. Além da CML, o programa conta com a parceria da Fundação Aga Khan, PME Investimentos, LIDL, Santa Casa da Misericórdia, Turismo de Portugal e NOS, que irão colaborar com as startups seleccionadas na implementação de soluções com impacto social.

Em comunicado, a autarquia esclarece que o programa funcionará em regime totalmente remoto e que qualquer startup pode participar através deste website. Com duração de três meses, o SOL Tomorrow arrancará com um bootcamp online de dois dias para começar a trabalhar com as organizações no desenvolvimento de projectos-piloto. A partir de Julho, e até Setembro, cada solução será testada e implementada em contecto real.

«Esta é uma edição especial do principal programa de inovação aberta da cidade. Vamos procurar dar resposta aos múltiplos desafios que estamos a viver e continuaremos a enfrentar no período de recuperação da crise económica criada pelo COVID-19, estimulando ao mesmo tempo o ecossistema empreendedor da cidade e afirmando Lisboa como uma das cidades mais inovadoras da Europa», comenta Miguel Gaspar, vereador com o pelouro da Economia e Inovação, Mobilidade e Segurança da CML.

Já Manuel Tanger, co-fundador e head of Innovation da Beta-i, sublinha como o assunto é importante considerando que se trata de uma cidade onde voltarão a circular milhões de pessoas por dia. Diz o responsável, que o SOL Tomorrow «quer apoiar startups que possuam soluções de implementação praticamente imediatas em temas como a saúde mental, a capacitação para o emprego e o isolamento social, para crescerem em conjunto com as organizações parceiras e darem respostas aos problemas provocados pela pandemia».

pub

Comentários
Loading...