Zühlke: “Somos um novo tipo de empresa com a missão de libertar o poder das ideias”

A Zühlke é um fornecedor de serviços de inovação com a missão de libertar o poder das ideias.

A empresa é um player global, com equipas multidisciplinares em escritórios espalhados por 10 países – da Europa à Ásia. Em entrevista à Executive Digest, o diretor-executivo, Predrag Poposki, explica como nasceu a Zühlke, o que a diferencia dos concorrentes e aponta estratégias para o futuro.

O que é a Zühlke e como começou?

Fundada em 1968 por Gerhard Zühlke, podemos ser a primeira empresa de sempre a concentrar-se na inovação. Na altura, significava hardware e engenharia. Hoje, inclui quase tudo, da IA e a internet das coisas a novos modelos de negócio e cadeias de valor. Atualmente, somos um novo tipo de empresa: um fornecedor de serviços de inovação com a missão de libertar o poder das ideias.

Somos um player global, com equipas multidisciplinares em escritórios espalhados por 10 países – da Europa à Ásia. Temos 1300 colaboradores na Áustria, Bulgária, Alemanha, Hong Kong, Portugal, Sérvia, Singapura, Suíça, Reino Unido e Vietname, apoiando o sucesso dos nossos clientes de uma vasta gama de sectores.

Quais é que são as vossas principais áreas de especialização?

Uma ideia é uma coisa poderosa. Mas muito tem de acontecer antes que uma ideia se torne uma inovação – algo que mude o mundo. Somos especializados em estratégia e inovação empresarial, soluções digitais e serviços de aplicação – para além de engenharia de dispositivos e sistemas. As nossas excelentes soluções proporcionam um valor empresarial único e uma base fiável para o sucesso sustentado.

O que é que diferencia a Zühlke dos seus concorrentes?

Todas as empresas têm pessoas inteligentes. O que faz sobressair o nosso trabalho é que analisamos os problemas durante mais tempo do que a maioria. Em vez de agarrarmos a primeira solução apresentada, somos motivados por encontrar as melhores respostas. O nosso trabalho consiste em combinar diferentes disciplinas para resolver problemas complexos e aproveitar oportunidades notáveis. Fazemo-lo em quatro esferas de atividade:

– Estratégia e inovação empresarial: As nossas equipas de estratégia e inovação sintetizam três perspetivas – tecnologia, negócios e experiência humana – para clarificar o que é complexo e orientar programas bem-sucedidos.

– Engenharia de dispositivos e sistemas: Os nossos conhecimentos transversais ajudam os clientes a desenvolver ideias iniciais, e depois a conceber, fazer protótipos e criar novos produtos e sistemas. Ajudamos os que nos desafiam – sejam startups ou empresas com nomes já estabelecidos – a criar novas oportunidades em eletrodomésticos, bens industriais e produtos médicos.

– Soluções digitais e serviços de aplicação: As nossas equipas de software combinam as nossas próprias metodologias ágeis com princípios de design centrados no ser humano para conceberem aplicações e integrações de alto desempenho, intuitivas e eficientes em termos de recursos.

– Soluções de dados e IA: Os nossos cientistas de dados aproveitam os últimos avanços nos dados e na aprendizagem automática para enfrentar alguns dos problemas mais difíceis da Terra – sendo pioneiros numa nova era de análise preditiva, otimização de recursos e deteção precoce de doenças. Acreditamos que a inovação e a tecnologia são uma força positiva de mudança para as empresas e para a sociedade.

Prevemos ideias e criamos novos modelos de negócio para os nossos clientes, desenvolvendo serviços e produtos baseados em novas tecnologias – desde a visão inicial, passando pelo desenvolvimento, até à implementação, produção e operação.

A Zühlke anunciou a abertura de um novo Centro Global de Entrega (GDC) no Porto. O que é um GDC e o que o motivou a escolher o Porto?

Como mencionado anteriormente, a Zühlke cresceu muito nos últimos 50 anos, e a sua pegada geográfica aumentou significativamente nos últimos 10 anos. O Porto vai tornar-se o terceiro Centro Global de Entrega do Grupo Zühlke (GDC), depois de Belgrado (Sérvia) e Sofia (Bulgária).

Os principais objetivos e responsabilidades do GDC são desenvolver o seu centro de competências, ser capaz de responder às exigências do mercado de alta qualidade e colaborar estreitamente com as equipas que temos nos diversos países. Portanto, a nossa missão é apoiar o Grupo Zühlke com flexibilidade e entrega global, independentemente da localização geográfica.

O Porto foi escolhido devido à sua elevada qualidade de vida, à sua pitoresca cidade velha, às praias agradáveis, à excelente comida e ao saboroso vinho… Embora não completamente errado, as principais razões foram a disponibilidade de talento, a sua acessibilidade a partir dos nossos escritórios existentes e a boa relação custo-benefício. A atratividade da cidade e a diversificação intercultural estão bem alinhadas com os valores e a missão da nossa empresa – este é o lugar certo para se estar!

O que são os valores Zühlke e como são vividos diariamente?

Estamos profundamente comprometidos com os nossos valores. Eles refletem-se no nosso trabalho diário, nas expectativas que temos em relação aos nossos projetos, e na forma como colaboramos uns com os outros. Coragem, sucesso do cliente, desempenho notável e integridade constituem o nosso denominador comum, com um impacto duradouro nas nossas equipas.

A curiosidade desencadeia as nossas ideias inovadoras. Desafiamos constantemente o status quo e abrimos novos caminhos. É assim que fazemos avançar os projetos dos nossos clientes. Ao mesmo tempo, sabemos que as falhas podem melhorar a nossa curva de aprendizagem.

Tornam-nos mais inteligentes e mais fortes e, em última análise, ajudam-nos a alargar os nossos horizontes. O que é preciso para trabalhar desta forma? Coragem. Ouvir vem antes de agir. Temos de compreender bem os desafios dos nossos clientes se quisermos desenvolver as soluções certas para eles. Soluções que criam novas oportunidades e dão aos nossos clientes uma vantagem sobre a concorrência. Como resultado, tanto os nossos clientes como os seus utilizadores finais lucram com o nosso trabalho – tal como nós, como empresa. O que pretendemos alcançar todos os dias? O sucesso do cliente. Um bom desempenho é a chave para cumprir a promessa aos nossos clientes. Gostamos de ter um bom desempenho e de alcançar resultados extraordinários. É assim que inspiramos os nossos clientes e uns aos outros. O nosso trabalho ganha outro nível com as nossas equipas transversais, porque a experiência interligada resulta em soluções ainda melhores.

Investimos fortemente nos nossos colaboradores para os ajudar a atingir o melhor desempenho – a ultrapassar os seus próprios recordes – de forma a levarmos os nossos sucessos para o futuro. A nossa principal prioridade? Desempenho extraordinário. Os nossos clientes confiam em nós porque somos um parceiro de confiança para eles, porque cumprimos as nossas promessas e porque assumimos a responsabilidade pelo seu sucesso.

Isso impulsiona tanto o seu próprio negócio como o dos seus clientes. Este tipo de confiança é a base para as parcerias a longo prazo que construímos ao longo de toda a cadeia de valor. Tratamo-nos como iguais e criamos equipas bem unidas, tanto entre colaboradores da Zühlke como em conjunto com os nossos clientes. A base da confiança e do trabalho de equipa? A integridade.

Quantos empregos irão criar e quais os perfis mais procurados?

O nosso principal objetivo é fazer crescer a nossa equipa em Portugal até 20 pessoas até ao final deste ano e integrá-la devidamente no contexto de grupo existente, e ao mesmo tempo dar-lhes a oportunidade de contribuírem com novas ideias e perspetivas trazendo uma lufada de ar fresco, com sabor local, para os temas do dia-a-dia.

Temos estado fortemente concentrados em posições centrais de engenharia de software como Java, .NET e Front-End, mas também podemos optar por outras vagas para além da engenharia de software num futuro próximo. Já concebemos a nossa estratégia a longo prazo e sinto-me confiante ao afirmar que o nosso objetivo é o crescimento constante e sustentável nos próximos três a cinco anos.

Quais os principais desafios da empresa para 2021/2022?

A pandemia em curso influenciou significativamente a forma como a economia global funciona e é preciso dizer que esta é ainda uma das maiores incertezas. Os hábitos e as expectativas das pessoas mudaram muito no ano anterior, e tivemos de encontrar um “novo normal” juntos. O trabalho híbrido e os modelos de trabalho flexíveis não são novidade para nós, mas quando os combinamos com a entrada num novo mercado durante a pandemia e com a nossa vontade de estar tão perto das pessoas, o desafio atinge um nível muito diferente.

O segundo desafio é um tema intemporal – a guerra pelos talentos. Agora parece que, mais do que nunca, há uma batalha implacável no mercado de talentos. Há grandes empresas que fazem grandes coisas e resolvem problemas interessantes e globalmente significativos. Não é nada fácil jogar este jogo, mas acreditamos que há muitas coisas que podemos oferecer às nossas pessoas – um percurso profissional claro, planos de desenvolvimento personalizados, flexibilidade e autonomia quotidiana são fatores importantes da nossa cultura. No entanto, estamos completamente confiantes de que com a nossa abordagem centrada nas pessoas e no trabalho de equipa somos capazes de superar todos os desafios que se nos deparam.

Como pode a Zühlke ajudar as empresas a enfrentar um futuro incerto, dado o atual contexto pandémico? Criando novos modelos de negócio?

Mais do que qualquer outra coisa, o que nos ajudou a navegar no nosso caminho durante um ano desafiante foi sem dúvida a flexibilidade, a solidariedade e o trabalho árduo da nossa força de trabalho global. Olhando para o futuro, a pandemia criou uma maior procura por parte dos clientes para digitalizar e virtualizar ainda mais os seus negócios. O Grupo Zühlke está pronto a apoiá-los nestes tempos desafiantes.

 

“É um trabalho incrivelmente desafiante”
Ana Correia, diretora de Recursos Humanos em Portugal, explica como é trabalhar na Zühlke

Porque se juntou à Zühlke Portugal, como o seu primeiro colaborador?

O projeto que me foi apresentado foi extremamente interessante e desafiante – participar na implementação do novo GDC em Portugal e construir uma equipa a partir do zero, com uma estratégia de crescimento muito clara e bem definida. Ao longo do processo, tornou-se cada vez mais evidente o quanto a organização valoriza as suas pessoas, o seu desenvolvimento e crescimento, apoiando-as para se destacarem e serem as melhores. Feedback, transparência, comunicação e trabalho de equipa são a base de todas as nossas relações.

É um trabalho incrivelmente desafiante, revigorante, divertido e gratificante. É também um trabalho difícil. Trabalho que exige coragem, recompensa a curiosidade e insiste na integridade – em sermos honestos connosco próprios e fiéis aos nossos valores e princípios. Cada projeto irá testá-lo. Mas a nossa abordagem ágil e interdisciplinar e o trabalho de equipa fazem de cada um deles uma viagem emocionante também.

O que distingue a Zühlke no mercado local de Recursos Humanos?

Na Zühlke, as ideias das pessoas são levadas a sério. Se ainda não forem suficientemente boas, nós ajustamo-las ou ajudamos as pessoas a chegar à melhor ideia. E se for ótima, ajudamos a concretizá-la. Trabalhamos em equipas multidisciplinares e multiculturais e há muitas oportunidades para viajar e trabalhar em projetos internacionais. O desenvolvimento pessoal está profundamente enraizado na nossa cultura e é por isso que oferecemos uma formação diferente de qualquer outra. Quando se está no negócio da inovação, é preciso ser bom a acompanhar as mudanças. Desde o primeiro dia, investimos nas pessoas. Isso inclui oferecer um programa de formação e desenvolvimento contínuo, uma educação de vanguarda que é feita à medida do indivíduo e a liberdade para que cada um escolha as competências que gostaria de desenvolver e as áreas onde se quer focar. Cada colaborador tem a oportunidade de criar o seu próprio trajeto profissional na Zuhlke – moldar a sua carreira é criar o seu próprio caminho de carreira pessoal e de crescimento.

Um percurso de crescimento nunca é reto, linear e apenas ascendente. Um trajeto profissional é em vez disso a continuação de etapas de desenvolvimento únicas e curtas – lateralmente, para baixo, para cima – que levam as pessoas para novos territórios e campos de oportunidades com o intuito de crescerem e praticarem novas competências, métodos e abordagens comportamentais.

Por fim, equilíbrio e flexibilidade. Quando há equilíbrio nas nossas vidas, há um maior potencial para o domínio do nosso trabalho. Oferecemos trabalho flexível que se adequa às necessidades de cada colaborador e ajudamo-los a manter o equilíbrio na sua vida.

Ler Mais


Artigos relacionados
Comentários
Loading...