XXVII Barómetro Executive Digest: José Galamba de Oliveira, APS

A análise de José Galamba de Oliveira, presidente da APS

Da análise deste XXVII Barómetro Executive Digest, surge uma ideia chave: os empresários e gestores inquiridos acreditam que em 2023, existe o risco de que o ritmo de crescimento dos custos operacionais, relacionados com matérias-primas, energia, mão-de-obra e transportes, possa vir a ser superior ao ritmo de crescimento do volume de negócios. De facto, quase metade dos empresários aponta para crescimentos do volume de negócios das suas empresas acima dos 10%, mas um terço dos inquiridos aponta para uma manutenção ou mesmo decréscimo desse volume. Já no que se refere ao aumento dos custos operacionais, a quase totalidade dos inquiridos aponta para crescimentos significativos, 47% deles aponta mesmo para crescimentos entre os 16% e os 50%. Estes números indiciam um ano muito difícil para vários dos sectores de actividade na nossa Economia. Aliás, em linha com as projecções mais recentes para 2023, que apontam para uma desaceleração significativa do crescimento económico em Portugal, isto num ambiente de taxas de inflação com níveis bem acima do desejado, e taxas de juro em alta que seguramente impactará a capacidade de investimento das empresas e o rendimento disponível das famílias.
Um outro dado importante a retirar deste barómetro é o facto de uma percentagem significativa (47%) dos empresários e gestores inquiridos afirmar que não está a repercutir o aumento dos custos nos preços de venda e 37% dos inquiridos apenas o estar a fazer de forma moderada. Não existe ainda uma visão do impacto desta medida na rentabilidade dos vários negócios, mas assumindo que o aumento de custos que já se fez sentir durante 2022 não esteja a ser totalmente transferido para os preços finais, isto significa que o tecido empresarial em Portugal ganhou a resiliência e agilidade nos últimos anos para acomodar parte deste incremento de custos e, assim, contribuir também para que a inflacção não entre numa espiral.

Testemunho publicado na edição de Dezembro (nº. 201) da Executive Digest, no âmbito da XXVII edição do seu Barómetro.




loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.