XXIV Barómetro Executive Digest: Alberto Rui Pereira, MediaBrands

A análise de Alberto Rui Pereira, CEO da MediaBrands

A indústria do Marketing, das Marcas e da Comunicação & Publicidade, que é a indústria onde opera a minha organização, é uma indústria fortemente condicionada pelo consumo e confiança de famílias e empresas. Este ano, onde todas as previsões de crescimento económico apontam para valores na ordem dos 5% (as mais pessimistas próximas de 5% e as mais optimistas de 6%), tem todas as condições para ser um ano positivo para esta indústria. Apesar dos efeitos pós-COVID, da guerra e do impacto que já tiveram e vão continuar a ter no fornecimento de matérias-primas, na cadeia de logística, na energia e no crescimento da inflação e das taxas de juro, esse impacto ainda não visível no consumo. Os actuais níveis de poupança, a apetência para o consumo após dois anos de barreiras, o nível baixo de desemprego, a retoma em grande do turismo e exportações, podem estar a ser as atenuantes que têm evitado esse impacto. Mas a ameaça e o risco existem e podem ser bem reais a partir do Verão deste ano e os sinais já estão aí , com os níveis de confiança das famílias a baixar e a inflação e taxas de juro ainda em fase crescente. A incógnita para esta indústria é o que se vai passar no pós-Verão, com o comportamento do consumo que vai condicionar esta indústria, para o bem ou para o mal, não só para 2022 mas também para 2023. Apesar de tudo e entre os sinais positivos e negativos, ponderando o risco, estou optimista, este ano vai ser um bom ano para a indústria do Marketing, das Marcas e da Comunicação & Publicidade. Estas serão boas notícias para que esta indústria possa ter as condições de prosseguir o caminho da sua transformação, da cada vez maior migração para o ecosistema digital e para uma melhor e mais responsável utilização da Data em prol do desenvolvimento das marcas e negócio. Quanto mais saudável mais rapidamente se vai fazendo esse caminho da transformação.

Testemunho publicado na edição de Junho (nº. 195) da Executive Digest, no âmbito da XXIV edição do seu Barómetro.



Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.