XVI Barómetro Executive Digest: A análise de José Gomes, AGEAS Seguros

A análise de José Gomes, CEO, AGEAS Seguros.

A generalidade dos inquiridos considera que em 2021 a palavra- -chave será manutenção. O ano será complexo, o que irá exigir uma resiliência acrescida. Por isso, a grande maioria prevê que o nível de investimento seja semelhante ao do ano passado. Para impulsionar o crescimento das suas receitas, uma parte da amostra foca a atenção na eficácia operacional (38,18%) e outra pretende lançar um novo produto ou serviço (30,91%).

As principais preocupações dos gestores prendem-se com a manutenção dos postos de trabalho dos colaboradores e a incerteza global que existe relativamente à procura de bens e serviços, face à crise económica actual. A adicionar a estes receios, a previsão dos inquiridos para o crescimento do PIB este ano é baixa, variando entre 3% e 4%, o que aponta para a necessidade imediata de implementação de medidas de apoio à recuperação económica, de carácter estrutural, para os negócios mais afectados pela pandemia.

Uma vez que a maioria (63,64%) supõe que os efeitos da vacinação sejam apenas visíveis no final do ano, é preciso actuar já. Mais de metade dos inquiridos conclui que no futuro será fundamental agilidade, inovação e capitalização de oportunidades para o sucesso empresarial.

Ler Mais

Artigos relacionados
Comentários
Loading...