XVI Barómetro Executive Digest: A análise de João Duque, ISEG

A análise de João Duque, Professor catedrático, ISEG

O painel de empresários que respondeu ao inquérito mostrou, mais uma vez, que são sensatos e que tudo fazem para gerir com proficiência as suas empresas. E até no plano da previsão de crescimento económico, e não tendo uma bola de cristal, são absolutamente razoáveis prevendo um crescimento médio de 3,3% para 2021 se admitirmos que cada classe é representada pelo ponto médio do intervalo a que respeita.

E se calcularmos intervalos de previsão com base em um e dois desvios padrões a previsão dos empresários fica entre 2,5% e 4,1% ou 1,7% e 4,9%. Comparando esta previsão, por exemplo, com a recente previsão do ISEG que aponta para um intervalo de 2,5% a 4,5%, vemos que académicos e gestores estão muito próximos em termos de expectativas.

Se o cenário não é excelente, esta consonância é pelo menos bom indicador porque quer dizer que iremos ter uma elevada sintonia na formação de opinião com impacto positivo na manutenção do investimento (o que se nota também nas respostas a este questionário). Em suma, pela parte dos empresários e perante uma incerteza tão grande que é apontada como o maior dos fatores de risco, ter uma expectativa positiva e coerente melhora as expectativas gerais sobre a retoma e reforça a certeza de um ano de 2021, pelo menos, bem melhor que o de 2020.

Ler Mais

Artigos relacionados
Comentários
Loading...