Voto antecipado: Idosos em lares têm de se inscrever online para registar pedido

A vice-presidente do Instituto da Segurança Social, Catarina Marcelino, revelou esta quinta-feira em conferência de imprensa que os idosos residentes em lares têm de se inscrever na plataforma online para registarem o seu pedido de voto antecipado, não sendo suficiente a recolha dos dados por parte da Segurança Social.

A responsável adiantou que «grande objetivo é que as pessoas tenham várias opções, para que possam votar em segurança», disse sublinhando que «os idosos com recolha de voto na instituição têm de se inscrever na mesma na plataforma, não basta a Segurança Social ter feito a recolha da informação junto das instituições», reiterou.

«Essa recolha serve para que a saúde s possa equiparar a esta situação de confinamento de modo a que possam votar nas instituições, mas têm de se inscrever online para votar», sublinhou Catarina Marcelino.

A responsável «está certa de que as instituições vão ajudar» os idosos com a inscrição, indica deixando «uma palavra às instituições de solidariedade social, mas também àquelas do setor privado com lares de idosos, pela forma como nos ajudaram e incentivaram neste processo».

Assim, segundo Catarina Marcelino, «os idosos têm de se inscrever entre hoje e sábado na plataforma, para que possam exercer o direito de voto no dia 19 e 20 nas instituições». «Estes idosos são equiparados às pessoa em confinamento e o que queremos é dar-lhes mais esta opção, mas continuam a ter a possibilidade de votar na sua mesa de voto, ou de fazer o voto antecipado como qualquer outro cidadão», concluiu.


Comentários
Loading...