Violação de dados atinge McDonald’s. Hackers roubaram e-mails e moradas de clientes

A McDonald’s anunciou que foi alvo de um ataque da parte de hackers, que conseguiram apropriar-se de alguns dados dos seus sistemas em mercados como os Estados Unidos, Coreia do Sul e Taiwan, segundo o ‘The Wall Street Journal’.

A cadeia norte-americana adiantou, esta sexta-feira, que contratou uma equipa de consultores externos para investigar atividades não autorizadas registadas num sistema de segurança interno, motivado por um incidente específico.

A empresa assegura que nenhum dado de clientes foi violado nos EUA e que os dados do funcionário exposto não eram confidenciais ou pessoais, tendo aconselhado os trabalhadores e franqueados a analisar eventuais e-mails de phishing.

Na Coreia do Sul e em Taiwan o ataque foi mais abrangente, com os hackers a conseguirem roubar e-mails, números de telefone e endereços de clientes.

Em Taiwan, também foram roubadas informações de funcionários, incluindo nomes e informações de contato, segundo a McDonald’s, garantindo, porém, que a violação não incluiu informações de pagamento do cliente.

Ao que tudo indica, o número de arquivos expostos é pequeno, apesar de não se saber quantas pessoas foram visadas no ataque.

As divisões na Coreia do Sul e em Taiwan da cadeira de restauração reportaram o caso aos reguladores na Ásia, que entrarão cem contacto com clientes e funcionários a propósito do ataque informático.

Têm sido sucessivos os ataques de hackers a grandes empresas norte-americanas. Na quinta-feira, a fabricante Electronics Arts (EA) revelou que os seus sistemas foram invadidos, bem como a JBS USA e a Colonial Pipeline, esta última em maio.

Ler Mais


Comentários
Loading...