Veterinários alertam para abandono de animais: “Há um descontrolo completo…Está tudo superlotado”

A Ordem dos Veterinários pediu ao Governo para criar um grupo de trabalho que apresente solução para o abandono de animais, depois do caso confirmado esta semana pelo Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas de 17 cabras mortas por uma matilha de cães vadios em Viana do Castelo. 

Em declarações à “TSF”, o bastonário da Ordem dos Veterinários, disse que «há muitíssimos casos destes pois há um descontrolo completo dos cães em Portugal e oxalá que não existam mais problemas pois os centros de recolha estão a abarrotar, as associações estão a abarrotar e quem os devia recolher, as câmaras municipais, não os recolhem porque não têm onde os colocar. Vão-se desenvolvendo matilhas e o problema vai-se adensando pois atacam o que puderem para se alimentar». 

«Se as entidades competentes para fazer a recolha recebem uma chamada de uma pessoa que viu um animal errante e não o vão buscar porque não têm sítio para o por este animal vai ficar na rua e os animais vão-se juntando», aponta, acrescentando que «mal exista um animal abandonado este tem de ser imediatamente recolhido e isso não está a acontecer». «Está tudo superlotado», remata.

Jorge Cid sublinha que «há um descontrolo completo dos cães e gatos» e que «está tudo superlotado». Estas são questões que, segundo o bastonário, não param de aumentar desde que em Setembro de 2019 foi proibido o abate de animais, mesmo quando os canis estão cheios. O bastonário esclarece que a Ordem não é contra a lei, mas lembra que muito pouco foi feito pelas autoridades nos dois anos de preparação.

pub

Artigos relacionados
Comentários
Loading...