Vendas totais da Nestlé Portugal cresceram 30 milhões em 2020

As vendas totais da Nestlé Portugal somaram 565 milhões de euros no ano passado, “mais 30 milhões de euros” do que em 2019, disse hoje a administradora financeira, Carla Parreira.

“São resultados excecionais, os melhores resultados de sempre da Nestlé”, afirmou o diretor-geral da Nestlé Portugal, Paolo Fagnoni, em videoconferência, que salientou que o crescimento das vendas em 2020 foi suportado pelo canal do consumo no lar.

No que respeita ao canal fora do lar, que inclui os cafés, a restauração, hotelaria e escritórios, a Nestlé Portugal perdeu “85%” das receitas.

Este canal, de acordo com Paulo Fagnoni, representa entre 85 e 90 milhões de receitas.

As receitas de 2020 representam “mais 80 milhões de euros nos últimos três anos”, de acordo com a empresa.

A Nestlé não divulga o lucro por países, tendo o diretor-geral da Nestlé Portugal referido apenas que “foi um dos melhores dos últimos anos”.

No ano passado, a Nestlé Portugal registou investimentos na ordem dos 71 milhões de euros, que inclui inovação e operações.

“No que toca a operações, o maior valor de investimento esteve focado e concentrado nas fábricas, com um volume total de produção anual entre Avanca e o Porto de quase 52 mil toneladas, sendo desses 50% produzidos e exportados”, adiantou a administradora financeira.

“Aumentámos em 2020 o volume de exportação em 3.000 toneladas, através de investimento de novas linhas de produção e tecnologia, fazendo da fábrica de Avanca o centro de ‘expertise’ para cereais e da fábrica do Porto o centro de ‘expertise’ para cafés torrados”, salientou.

Relativamente às vendas de 2020, Carla Parreira disse que “dois terços é interno e um terço [é] exportação”.

Questionada sobre o montante do investimento para este ano, a administradora financeira salientou que “na sistemática de um crescimento contínuo é certamente sustentável valores similares a 2020 e um ligeiro acréscimo”, sem especificar números.

Paolo Fagnoni acrescentou que no ano passado a Nestlé comprou em Portugal “60% das suas necessidades”, com um investimento total de 125 milhões de euros.

Esta política de compra local inclui cereais, mas não só.

“No mês de março e abril começámos a ver algumas vendas positivas no ‘take away’, são pequenos sinais positivos que estamos a começar a ver” no canal ‘fora do lar’, acrescentou.

Já Carla Parreira salientou que se prevê que março e abril estejam a 50% do nível de 2019.

“Todos os nossos negócios foram afetados com esta situação [pandemia de covid-19], com uma exceção, o ‘Pet Care’ [segmento animais de estimação]”, disse o diretor-geral.

“O ‘Pet Care’ continua a crescer muitíssimo, independentemente da pandemia”, salientou.

As exportações atingiram os 96 milhões de euros, mais 7% do que em 2019.

A Nestlé Portugal atingiu a paridade de género na empresa e conta com 51% das mulheres em posições de liderança.

Ler Mais

Artigos relacionados
Comentários
Loading...