Venda de malparado em Portugal triplica para 3.500 milhões em 2021, diz estudo

A transação de portfolios de crédito malparado (NPL, na sigla inglesa) acelerou em Portugal em 2021, estimando-se que alcance os 3.500 milhões de euros até ao final do ano, anunciou hoje um estudo da Prime Yield.

Segundo a Prime Yield, o valor previsto para este ano representa uma triplicação “face aos menos de 1.000 milhões transacionados no total de 2020”, mas “fica, ainda assim, abaixo [-56%] dos 8.000 milhões de euros registados em 2019, no pré-covid”.

O estudo anual “Investing in NPL in Ibéria”, divulgado hoje, refere que as expectativas para 2022 são “bastante otimistas, prevendo-se um crescimento acentuado nas transações à medida que o mercado continue a acelerar a sua reativação ao longo dos próximos meses e as novas carteiras surjam em oferta”.



Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.