Valor das maiores marcas de seguros do mundo recua quase 30 mil milhões

As maiores seguradoras a nível global perderam quase 30 mil milhões de dólares em termos de valor de marca. De acordo com a Brand Finance, as 100 insígnias mais valiosas viram o seu valor conjunto recuar 6% ao longo do último ano, sofrendo o impacto da pandemia de Covid-19 e da necessidade de negociar os prejuízos das empresas, entre outros fatores.

Em 2020, o valor das 100 marcas de seguros mais valiosas do mundo atingia os 462,4 mil milhões de dólares, ao passo que este ano se fica pelos 433 mil milhões de dólares. O relatório “Brand Finance Insurance 100 2021” mostra que a chinesa Ping Ang ocupa o primeiro lugar do ranking das seguradoras cujas marcas são mais valiosas, embora registe uma quebra de 26,1% para perto de 44,8 milhões de dólares.

A China Life ocupa o segundo lugar, logo seguida pela alemã Allianz. A quarta posição, por seu turno, é ocupada pela Axa, que apresenta uma evolução em contraciclo: o valor da marca cresceu 7,3% para cerca de 17,4 milhões de dólares. O top 5 é completado pela chinesa CPIC, que também cresce 9,6%.

«Como previsto, as marcas de seguros levaram um golpe este ano à medida que negociam as consequências da pandemia – desde a quase paralisação da economia global e das baixas taxas de juros prolongadas ao abrandamento do desenvolvimento no setor em geral. Elas conseguiram, porém, sair-se melhor do que as nossas previsões no início do surto no ano passado indicavam, demonstrando a resiliência das principais marcas de seguros do mundo», comenta Declan Ahern, diretor da Brand Finance.


Artigos relacionados
Comentários
Loading...