Um terço das emissões de carbono vem destas 20 empresas

Apesar dos alertas deixados por instituições como a ONU, a exploração de combustíveis fósseis ainda é uma realidade e não dá grandes sinais de abrandamento. Segundo dados do Climate Accountability Institute avançados pelo jornal The Guardian, um terço das emissões totais de carbono chega de 20 empresas do sector.

A Saudia Aramco é a principal responsável, seguida pela Chevron e Gazprom. O top 10 inclui ainda a ExxonMobil, National Iranian Oil Co, BP, Royal Dutch Shell, Coal India, Pemex e Petróleos de Venezuela. Olhando para o top 20, o Guardian indica que contribuíram com 480 mil milhões de toneladas de dióxido de carbono desde 1965.

Destas 20 empresas, 12 são estatais e juntas são responsáveis por 20% do total de emissões no mesmo período. Só a Saudi Aramco sozinha produziu 4,38% do bolo total.

«A grande tragédia da crise climática é que 7,5 mil milhões de pessoas têm de pagar o preço – sob a forma de um planeta degradado – para que duas dezenas de interesses poluidores possam continuar a registar lucros recorde. É uma grande falha moral do nosso sistema político ter permitido que isto acontecesse», comenta Michael Mann, cientista especializado neste tema.

O Guardian contactou as 20 companhias envolvidas mas apenas sete responderam. Algumas delas contestaram os dados, outras afirmaram não ser directamente responsáveis pela forma como o petróleo, gás ou carvão são utilizados pelos consumidores. Por outro lado, todas sublinharam os esforços que têm feito no sentido de investir em fontes de energia renováveis ou com níveis de carbono menos elevados.

 

 

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Domino’s Pizza vai deixar quatro mercados europeus
Automonitor
História: O dia em que o Papamóvel foi salvo