Último balanço mundial: mais de 1.300.000 infetados com o coronavírus e cerca de 73.000 mortes

A pandemia do novo coronavírus já matou, desde dezembro, 73.139 pessoas e infetou mais de 1,3 milhões em todo o mundo segundo um balanço da agência France Presse, às 19:00 de hoje, através de dados oficiais.

De acordo com os dados recolhidos pela agência noticiosa francesa, 1.310.930 casos de infeção foram oficialmente diagnosticados em 191 países e territórios desde o início da epidemia da covid-19, em dezembro passado na China.

A AFP alerta, contudo, que o número de casos diagnosticados reflete atualmente apenas uma fração do número real de infeções, já que um grande número de países agora está a testar apenas os casos que requerem atendimento hospitalar. Entre esses casos, pelo menos 249.700 foram dados como curados pelas autoridades.

Desde o balanço feito às 19:00 GMT de domingo, 5.005 novas mortes e 66.187 novos casos ocorreram em todo o mundo.

Os países mais óbitos nas últimas 24 horas são os Estados Unidos, com 1.209 novas mortes, a França (833) e a Espanha (637).

A Itália, que teve a sua primeira morte ligada ao coronavírus no final de fevereiro, tem 16.523 óbitos, entre 132.547 casos, sendo que 636 mortes e 3.599 novos casos foram anunciados hoje, altura em que 22.837 doentes foram considerados curados pelas autoridades italianas.

Depois da Itália, os países mais afetados são a Espanha, com 13.055 mortes (135.032 casos), os Estados Unidos, com 10.389 mortes (347.003 casos), a França, com 8.911 mortes (98.010 casos) e o Reino Unido, com 5.373 mortos (51.608 casos).

A China (sem os territórios de Hong Kong e Macau), onde a epidemia começou no final de dezembro, contabilizou um total de 81.708 casos (39 novos entre domingo e hoje), incluindo 3.331 mortes (duas novas) e 77.078 curas.

Entre os vários casos, os Estados Unidos são o país mundialmente mais afetado, com 347.003 infeções registadas oficialmente, incluindo 10.389 mortes e 18.953 pessoas curadas.

Desde domingo, às 19:00, a Eslováquia anunciou as primeiras mortes relacionadas com o vírus.

A Europa totalizou, até às 19:00 de hoje, 52.498 mortes, em 696.110 casos, os Estados Unidos e Canadá 10.728 mortes (363.501 casos), a Ásia 4.265 mortes (121.355 casos), o Médio Oriente 3.948 mortes (79.747 casos), a América Latina e Caribe 1.188 óbitos (33.819 casos), África 467 óbitos (9.457 casos) e a Oceânia 45 óbitos (6.941 casos).

Esta avaliação foi realizada usando dados recolhidos pelas delegações da AFP das autoridades nacionais competentes e informações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 311 mortes, mais 16 do que na véspera (+5,4%), e 11.730 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 452 em relação a domingo (+4%).

Dos infetados, 1.099 estão internados, 270 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 140 doentes que já recuperaram.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até ao final do dia 17 de abril, depois do prolongamento aprovado na quinta-feira na Assembleia da República.

Além disso, o Governo declarou no dia 17 de março o estado de calamidade pública para o concelho de Ovar.

Ler Mais
pub

Artigos relacionados
Comentários
Loading...