Ucrânia já perdeu quase 5 milhões de empregos desde o início da guerra, alerta Organização Internacional do Trabalho

A Rússia iniciou a invasão ao país vizinho no dia 24 de fevereiro de 2022 e, desde esse dia, a Ucrânia já perdeu quase 5 milhões de empregos, avançou a Organização Internacional do Trabalho esta quarta-feira.

Os mercados de trabalho da Ucrânia estão extremamente prejudicados com a ofensiva russa e a estimativa é de especificamente uma perda de 4,8 milhões de empregos perdidos.

Caso as hostilidades aumentem, o estudo mostra que esse número pode passar para os sete milhões. No entanto, se a guerra terminar, a OIT disse ser possível os números voltarem aos 3,4 milhões de emprego, o que reduziria a taxa de perda para 8,9%.

Desde que a guerra começou, já saíram do país mais de 5,23 milhões de refugiados, sendo que deste número, 2,75 milhões fazem parte da população ativa. Os números do estudo mostram ainda que desses refugiados na idade ativa, 1,2 milhões estavam a trabalhar antes da guerra, tendo perdido ou abandonado os empregos.

O Governo da Ucrânia, para reagir a estes números, tem continuado focado nos esforços para manter o sistema de proteção social a funcionar, garantindo o pagamento de benefícios pela utilização de tecnologias digitais, conclui a Organização Internacional do Trabalho.



Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.