Turismo da Tailândia pode não recuperar antes de 2026

É uma das economias que mais depende do turismo no mundo inteiro, mas sem grande esperança para os próximos cinco anos. A Tailândia pode não recuperar totalmente a indústria do turismo antes de 2026, segundo estimou o Conselho Nacional de Desenvolvimento Económico e Social do país, o que poderá afetar mais de sete milhões de trabalhadores do setor.

Este é um atraso considerável, já que os especialistas esperavam uma total recuperação em apenas dois anos.

Segundo dados adiantados pela Bloomberg, a Tailândia recebeu quase 40 milhões de visitantes em 2019 – o último ano antes da pandemia – gerando cerca de 50 mil milhões de euros em receita. O país do sudeste asiático, que fechou suas fronteiras em março de 2020, prevê agora reabrir gradualmente alguns dos seus destinos a turistas já vacinados, para recuperar parte das suas perdas.

O setor do turismo contribuiu, antes da pandemia, para cerca de um quinto da economia da Tailândia.

A economia do país está em queda há cinco trimestres consecutivos, e a tendência deverá continuar neste último trimestre, de abril a junho, enquanto o país enfrenta o seu pior surto de Covid-19 até então.

A ilha turística de Phuket será a primeira a reabrir aos turistas já em julho, seguida por outros 10 destinos em outubro.

O governo espera, no entanto, apenas 500 mil visitantes este ano, uma pequena parte dos 6,7 milhões que visitaram o país em 2020, a maioria logo nos primeiros três meses do ano.

Ler Mais


Artigos relacionados
Comentários
Loading...