Todas despedem menos a Apple. Conheça as razões para esta exceção entre as tecnológicas

Nas últimas semanas várias tem sido as empresas tecnológicas a anunciar despedimentos tendo em conta o momento económico incerto, porém uma parece estar a resistir a Apple.

De acordo com o Wall Street Journal, é verdade que tal como as restantes empresas de tecnologia a Apple também não escapa ao ambiente económico pouco convidativo, esperando-se que no próximo mês registe o seu primeiro declínio trimestral de vendas em mais de três anos. Além disso regista-se uma diminuição da contratação em algumas áreas.

Porém, a fabricante do iPhone está melhor posicionada do que muitos rivais, em parte porque contratou funcionários num ritmo muito mais lento do que as restantes empresas durante a pandemia, um erro já admitido por outras tecnológicas. Além disso, opera com muito menos privilégios para os funcionários e os negócios são mais focados em produtos de hardware e vendas que não são tão afetados pela crise.

A publicação norte-americana aponta que a Apple ao invés de práticas da indústria em que se procura oferecer vantagens aos trabalhadores, como por exemplo almoços e jantares grátis na cafetaria da empresa, esta continua a exigir que todos os trabalhadores paguem pelas suas refeições, o que também ajuda a poupar.

Desde o final do ano fiscal em setembro de 2019 a setembro de 2022, a força de trabalho da Apple cresceu cerca de 20%, para aproximadamente 164.000 funcionários em tempo integral. Enquanto isso, aproximadamente no mesmo período, a contagem de funcionários na Amazon duplicou, a da Microsoft aumentou 53%, a Alphabet, dona da Google, aumentou 57% e a dona do Facebook, Meta, aumentou 94%.

A última grande rodada de demissões na Apple aconteceu em 1997, quando o cofundador Steve Jobs voltou para a empresa e fez um enorme corte de custos demitindo 4.100 funcionários, algo que parece estar longe de acontecer agora.

Spotify e outras empresas querem que a União Europeia tome “ação rápida e decisiva” contra a Apple

Ler Mais



loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.