Tik Tok: A nova “bíblia das finanças”?

Uma pesquisa realizada no final de janeiro pela MagnifyMoney da LendingTree concluiu que cerca de 41% dos indivíduos pertencentes à geração Z, isto é as pessoas nascidas entre 1990 e 2010, recorre ao Tik Tok, para obter informações sobre investimento financeiro.

O mesmo estudo concluiu ainda que 15% dos millennials, nascidos entre 1981 e 1996, têm o mesmo comportamento e que 35% destas duas amostras pretendem investir arduamente no mercado de capitais.

Apesar de o Youtube, Instagram e Facebook terem sido pioneiros na publicação de vídeos sobre informação financeira, o Tik Tok tornou-se a “bíblia” dos investimentos, das poupanças e do estudo dos mercados das gerações mais novas.

Na maioria dos casos, os utilizadores do TikTok nem precisam de procurar este tipo informações, porque a rede social, através da conjugação de dados do perfil e do histórico de pesquisas, apresenta pró-ativamente um vídeo de qualquer “guru”, como Rob Shields.

Shields conhecido pelos utilizadores como “stok genius” é um exemplo claro desta “informação fácil e descomplicada”. Com apenas 22 anos e uma legião de 163 mil seguidores, o jovem é visto como um “mestre online” do mercado primário de ativos.

Como lembra Tim Sheehan, CEO da Greenlight, o Tik Tok “é uma ferramenta que fornece informação facilmente compreensível e sucinta”, no entanto é também “uma forma eficaz de desinformação financeira”.

Ler Mais

Artigos relacionados
Comentários
Loading...