Tem a certeza que usa a máscara corretamente? Siga esta dica

As máscaras já são (infelizmente) um acessório do nosso quotidiano, devido à pandemia da Covid-19. Por serem o elemento de proteção mais comum e até obrigatório em espaços públicos, importa ter atenção à forma como são utilizadas, prestando atenção… ao seu rosto.

José Luis Jiménez, professor da Universidade do Colorado e especialista em aerossóis, explicou em declarações ao ‘elEconomista’, que nem sempre a população sabe como usar corretamente estes equipamentos, o que faz com que fiquem menos protegidos.

O principal motivo desta má utilização prende-se com o facto de que, muitas vezes, as máscaras não se adaptam bem ao rosto, deixando aberturas pelas quais podem passar aerossóis ou gotículas. “80 a 90% das vezes não colocamos bem a máscara. Deixamos sempre aberturas, correndo o risco de contrair ou transmitir o vírus”, alerta.

Por isso, Jiménez apela aos cidadãos que verifiquem, antes de sair de casa, se o modelo de máscara que utilizam se encaixa bem: “Devemos parar alguns minutos em frente ao espelho para ajustá-la bem. Aquelas que deixam uma marca (no rosto) são as que nos protegem realmente“, esclarece.

Durante a pandemia este cientista espanhol, que agora trabalha nos Estados Unidos, alertou repetidamente para a tendência habitual de as pessoas de colocarem as máscaras incorretamente e a importância que isso pode ter até em atos aparentemente inócuos, como fazer compras no supermercado.

O responsável sempre defendeu que o ajuste é muito importante para que as máscaras sejam elementos de proteção eficazes, o que significa que, na prática, não existe um modelo ideal de máscara, dependendo sempre da forma como se encaixa e se adapta ao rosto de cada um.

Ler Mais

Artigos relacionados
Comentários
Loading...