Telefónica e Liberty Global unem filiais britânicas no dia 1 de junho. Virgin Media e O2 vão ser uma só

A Autoridade da Concorrência e Mercados do Reino Unido (CMA) anunciou esta quinta-feira que aprovou definitivamente a formação da empresa que une a Liberty Global e a Telefónica, ambas com uma participação de 50% cada, para integrar a Virgin Media e a O2 numa única empresa.

O organismo concedeu a autorização sem impor soluções, estando prevista a formalização da operação a partir do dia 1 de junho.

A decisão da CMA foi tornada pública algumas semanas após o regulador britânico ter concedido uma autorização provisória à operação, sem contemplar os recursos compensatórios das partes responsáveis pela consolidação.

A joint venture, que une a Virgin Media, “a rede de banda larga mais rápida do Reino Unido, e a O2, a maior e mais admirada plataforma móvel do país”, foi anunciada pela Telefónica e a Liberty Global em maio do ano passado. Agora a proposta vê finalmente a luz verde para avançar.

A união das empresas irá criar um concorrente fixo e móvel mais forte no mercado do Reino Unido.



Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.