Tarifas da eletricidade dispararam na UE em 2021 (e não se espera um ano melhor)

Começou com a tempestade “Filomena” e não mais parou ao longo de 2021. O aumento do preço da eletricidade chegou aos 105 euros por MWh, o dobro no espaço de uma semana.

No leilão diário realizado pela operadora de mercado para Espanha e Portugal, a OMIE, não há surpresas até maio de 2022. A curva do mercado futuro indica que os valores continuarão com níveis exorbitantes durante o primeiro trimestre, com a hipótese de uma baixa a partir de abril. A causa poderá estar relacionada com o aumento do preço do gás natural, matéria-prima que marcou o preço marginal do mercado da energia elétrica.

Os níveis sem precedentes de preços da eletricidade deixaram a Comissão Europeia e os países da UE preocupados com o impato direto que este tem sobre a inflação e a recuperação económica. As associações de consumidores um pouco por toda a União Europeia já comentaram que os aumentos no preço do MWh não estão relacionadas com a concorrência, uma vez que estas passaram despercebidas ao longo do ano.

O Ministério da Transição Ecológica espanhol já anunciou um equilíbrio nos valores da eletricidade a partir de junho, através da discriminação horária com três faixas de preço: alto, médio e baixo, como forma das famílias poderem controlar o seu consumo, revela o ‘El Pais’.

 

 

 

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.