TAP vai pagar até março oito milhões de euros a 2.700 tripulantes de cabine

A TAP vai pagar oito milhões de euros a 2.700 tripulantes de cabine até março, tudo isto em acertos relativos a ajudas de custo complementares que não foram pagas em 2021 e 2022. Vai ainda existir um bónus caso a empresa feche o acordo de empresa com os trabalhadores até ao final do ano.

Esta notícia foi inicialmente avançada pelo ‘Dinheiro Vivo’ e diz respeito ao acordo entre a TAP e o Sindicato Nacional do pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) no passado domingo, que resultou no recuo da greve de sete dias que estava prevista para esta semana.

O ‘Dinheiro Vivo’ esclarece que na minuta de acordo a que teve acesso, a TAP define que este pagamento será realizado a título de compensação extraordinária, sem sujeição às reduções retributivas previstas no acordo temporário de emergência (ATE) e sem prejuízo do que vier a ser definido em sede do novo acordo de empresa (AE).

Estão abrangidos por este pagamento os 2.700 tripulantes de cabine da TAP, que irão receber, de uma única vez, até março, o montante definido com base numa matriz elaborada pelo SNPVAC.

O acordo define ainda que TAP se compromete a pagar um prémio aos filiados do SNPVAC caso o novo acordo seja assinado até ao final deste ano.

Tripulantes da TAP aceitam proposta da companhia e decidem desconvocar greve

Ler Mais



loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.